•  
  • OBRAS (15)

Capítulo 10 do mangá de Dragon Ball Super em PORTUGUÊS!

by Bruno Silva Published on: 27 de março de 2016
Comments: 1 Comment
Tags: , , , , , ,

Demorou, mas saiu a tradução em português do Capítulo 10 do mangá de Dragon Ball Super! Não tivemos novidades neste capítulo em relação ao anime, apenas as lutas que foram um pouco diferente, de resto o mangá ainda está um pouco atrasado. Este capítulo mostrou o que vimos nos episódios 33 e 34 do anime.

Versão em PDF, clique aqui!
(senha: kamisama.com.br)

DBS-CAP10-01DBS-CAP10-02 DBS-CAP10-03 DBS-CAP10-04 DBS-CAP10-05 DBS-CAP10-06 DBS-CAP10-07 DBS-CAP10-08 DBS-CAP10-09 DBS-CAP10-10 DBS-CAP10-11 DBS-CAP10-12 DBS-CAP10-13 DBS-CAP10-14 DBS-CAP10-15 DBS-CAP10-16 DBS-CAP10-17 DBS-CAP10-18 DBS-CAP10-19 DBS-CAP10-20 DBS-CAP10-21 DBS-CAP10-22 DBS-CAP10-23 DBS-CAP10-24 DBS-CAP10-25 DBS-CAP10-26 DBS-CAP10-27 DBS-CAP10-28 DBS-CAP10-29 DBS-CAP10-30 DBS-CAP10-31

Especiais de TV – DoragonbōruZetto Zetsubō e no Hankō!! Nokosareta Chō-Senshi • Gohan to Torankusu

Especiais de TV – DoragonbōruZetto Zetsubō e no Hankō!! Nokosareta Chō-Senshi • Gohan to Torankusu

DoragonbōruZetto Zetsubō e no Hankō!! Nokosareta Chō-Senshi • Gohan to Torankusu
(ドラゴンボールZ 絶望への反抗!!残された超戦士・悟飯とトランクス)
Data de exibição: 24 de fevereiro de 1993
Direção e coordenação: Yoshihiro Ueda, Minoru Okazaki e Daisuke Nishio
Produção: Toei Animation
Tempo de duração: 47 minutos

Novos personagens, enredos alternativos e diferentes versões de uma mesma história. Os filmes de Dragon Ball em geral são criados paralelamente à série animada, com um planejamento muito semelhante e se baseiam quase sempre na inclusão de algum novo inimigo em torno de uma aventura alternativa inédita e que dificilmente possui qualquer relação à cronologia do anime, tampouco à cronologia do mangá. Tudo aquilo que resume-se a alcançar um único objetivo: lucro.

Entretanto, os especiais de Dragon Ball geralmente tentam focar algo já concebido por Toriyama e “DoragonbōruZetto Zetsubō e no Hankō!! Nokosareta Chō-Senshi • Gohan to Torankusu” (ドラゴンボールZ 絶望への反抗!!残された超戦士・悟飯とトランクス) se destaca justamente por apresentar personagens previamente conhecidos da série animada, sem qualquer ineditismo desnecessário.

Exibido em 24 de fevereiro de 1993 sob a direção de Yoshihiro Ueda, entre os episódios de TV 174 e 175, este é o segundo especial televisivo de Dragon Ball Z exibido no Japão e o segundo que possui não como protagonista Goku, sendo aqui o protagonista Mirai Trunks e seus primeiros anos de vida de um futuro onde Goku morre de uma doença cardíaca e todos os Guerreiros Z são mortos pelos andróides 17 e 18, sobrando apenas Gohan, Bulma, Pual, Oolong, Umigame, Chichi, Rei Cutelo e Mestre Kame.

O especial mostra um futuro devastado, onde os andróides A-17 e A-18 causam terror e pânico entre os habitantes da Terra. Com a morte da maioria dos grandes guerreiros, o único capaz de enfrentar cara a cara os andróides é Mirai Gohan, aqui com 23 anos. Entretanto, Gohan não muito pode fazer quando os andróides lutam juntos. Em uma das cenas, Trunks, com apenas 13 anos, se mostra inconformado com tudo e pede para ser treinado por Gohan, que acredita que o mesmo possa vir a alcançar o Super Saiyajin e ser capaz de enfrentar os andróides.

Em um dos embates entre os andróides e Gohan, Trunks desobedece às ordens de Gohan e põe-se a ajudar no combate, mas sua força de nada adianta no combate, fazendo com que Gohan arriscasse sua vida para protegê-lo de um ataque letal. O resultado faz com que Mirai Gohan perca um braço. Mesmo com o ocorrido, Gohan se recupera e continua a treinar Trunks para que se torne um Super Saiyajin.

Com o passar do tempo, Gohan novamente enfrenta os andróides, mas sem a intervenção de Trunks. Com os ataques em conjunto dos dois andróides, Gohan acaba falecendo no campo de batalha, servindo de mote para despertar o ódio e a raiva em Trunks e assim transformar-se em Super Saiyajin.

Passados 3 anos após a morte de Gohan, Trunks, agora com 16 anos de idade, novamente trava uma peleja entre os andróides, mas isso quase lhe custa a vida. Sendo assim, a única forma de derrotar os andróides é viajando ao passado na máquina desenvolvida ao longo dos anos por Bulma e assim salvar Goku da doença que o consumiu.

“Zetsubō e no Hankō!! Nokosareta Chō-Senshi • Gohan to Torankusu” alcançou no Japão 23.6 pontos de audiência.

Abertura e encerramento

A abertura é nada mais a clássica que possui como tema musical “Cha-La Head Cha-La”. Já o encerramento mostra as primeiras cenas dos episódios de TV onde aparece Trunks já no passado, derrotando Freeza, medindo as forças de Goku e descobrindo com Vegeta o esconderijo dos Andróides. Tudo isso ao som de “青い風のHOPE” (Aoi Kaze no HOPE).

Erros sequênciais

Apesar do cuidado destinado ao especial, ao menos as cópias e exibições distribuídas pelo mundo possuem um erro gritante de continuidade. A cena ocorre entre os 37 minutos de animação exibidos, onde Trunks, inicialmente como SSJ, tenta fugir dos andróides entre os escombros de um prédio, aparecendo logo no minuto seguinte sem a transformação e, no fim, ao ser encontrado, é golpeado e aparece caído no chão novamente como SSJ.

Pelo Mundo

“Zetsubō e no Hankō!! Nokosareta Chō-Senshi • Gohan to Torankusu” foi amplamente distribuído pelo mundo em formato VHS e DVD sem cortes ou censurados, como volumes, coletâneas ou em box especiais. Abaixo, algumas das principais versões distribuídas pelo mundo: 

Estados Unidos

Trunks Box Set Edit Version Trunks Box Set Uncut Version Dragon Ball Z - The History of Trunks Dragon Ball Z - The History of Trunks (c/ legendas) Dragon Ball Z - Double Feature

Em 25 de Outubro de 2000, a FUNimation lançou no mercado americano a versão estadunidense do especial, com o nome de “Dragon Ball Z – The History of Trunks”. O especial, lançado em DVD no formato NTSC para a Região 1, não possui cortes e consta de áudio original japonês mas sem legendas. Mas em 4 de Junho de 2001, a FUNimation lançou também a versão com as legendas em inglês.

Lançado em 9 de Outubro de 2001 em formato VHS, o “Dragon Ball Z Trunks Box Set” consta de uma versão Uncut e uma Edit, cujas diferenças, óbvias, são que uma possui episódios editados (com censura) e a outra possui os episódios na íntegra, respectivamente. O “Trunks Box Set” foi produzido pela FUNimation e consta dos episódios 103, 104, 105, 106, 107, 108, 109, 110 e o especial “The History of Trunks”. São 4 fitas VHS ao todo, no formato NTSC e com um total de 230 minutos de animação.

Em 19 de Fevereiro de 2008, a FUNimation lançou um DVD contendo as versões remasterizadas e sem cortes dos dois especiais de TV de Dragon Ball Z: “Bardock The Father of Goku” e “The History of Trunks”. Chamada de “Dragon Ball Z – Double Feature”, o DVD roda nas regiões 1, 2 e 4, possui áudio japonês e som Dolby Digital Stereo e 5.1.

Europa

L'histoire de Trunks L'histoire de Trunks (verso) Dragon Ball Z OAV Vol. 9, 10 & 11

“Dragon Ball Z – L’histoire de Trunks” é a versão francesa desse especial de Dragon Ball Z. Lançada em VHS em 1998 pela produtora AK VIDEO, essa versão corresponde a uma coletânea com diversos volumes dos filmes e especiais da franquia Dragon Ball, sendo “L’histoire de Trunks” a décima primeira. Já “Dragon Ball Z OAV Vol. 9, 10 & 11” foi lançado em DVD em 21 de Abril de 2005 pela TF1 Video e DESSIN ANIME,  contendo os seguintes filmes/ especiais : “Les mercenaires de l’espace”; “Le père de Songoku” e “L’histoire de Trunks”. O DVD está no formato PAL e roda na região 2.

VHS Itália DVD Itália

Na Alemanha, o especial recebeu o nome de “Dragon Ball Z – Die Geschichte von Trunks”. Produzido pela Polyband & Toppic Video/WVG em 28 de Julho de 2003, o DVD possui áudio japonês (Dolby Digital 1.0) e alemão (Dolby Digital 5.1), roda na região 2 e está em formato PAL. Já na Itália, o especial recebeu o nome “Dragon Ball Z Special 2 -La storia di Trunks”, sendo lançada pela Dynit e pela De Agostini Editore tanto em formato VHS e DVD. O DVD foi lançado em 6 de Junho de 2007, para a Região 2 e com áudio em japonês Dolby Digital 2.0 e áudio em italiano Dolby Digital 5.1. A versão italiana deste especial em DVD é baseada na versão exibida pelo canal RTI em 2006 e corresponde ao 13º filme da coleção DVD Movie Collection.

A Espanha também lançou esse especial em VHS com o nome de “Un Futuro Diferente: Gohan y Trunks”. Editado pela Manga Films, a versão VHS foi originalmente concebida em 1997 como parte integrante da revista HOBBY CONSOLAS. Além de conter publicidade da revista, também continha publicidade da produtora de jogos e videogames SEGA.
Existe também uma versão contendo os dois especiais de TV e foi também produzida pela Manga Films: “El Último Combate” e “Un Futuro Diferente: Gohan y Trunks”. Esse DVD, lançado em 18 de Setembro de 2002, funciona na Região 2 é do tipo DVD-9 e possui o áudio mono em espanhol, catalão e euskera. Conta com fichas técnicas, biografia do autor, imagens e menus interativos.

"Un Futuro Diferente: Gohan y Trunks" (VHS) "El Último Combate" e "Un Futuro Diferente: Gohan y Trunks" (DVD)

Argentina

Na Argentina, o especial também foi lançado em VHS como parte integrante de uma revista, chamada: “Colección de Oro Dragon Ball Z”, cujo nome do especial é “Gohan y Trunks – Un futuro diferente”. O idioma está em em castelhano e foi lançado em Maio de 1999.

Brasil

Apesar da distribuição e da qualidade desse especial nos demais países não ser lá grandes coisas, aqui no Brasil esse especial de TV foi sem sombra de dúvidas o que recebeu o pior tratamento e elaboração dentre os demais. Em meados de 2000, o Grupo Paris Filmes distribuiu no Brasil esse mesmo especial com o nome de “Dragon Ball Z – A Batalha De Freeza E Bardock”. Acontece que este seria o nome referente ao primeiro especial de Dragon Ball Z, mas acabou por sendo o segundo. A própria sinopse reforça o erro:

“Goku está de volta em mais uma aventura, onde a ação, a justiça e o desejo de superação são inteligentes principais. O pai de Goku tomou uma posição determinante ante a decepção de acreditar que seu filho é um guerreiro de classe baixa: continuar invadindo todos os planetas que cruzam seus passos, exterminado seus habitantes, com a ajuda de outros guerreiros Saiyajins e, assim, fortalecer muito mais o império do poderoso Freeza, quem se encarregará de aniquilar os guerreiros Siyajins junto com o seu planta. Mas o que muito ignoram é que restaram dois sobreviventes deste reino: Goku que foi enviado à Terra antes do desastre e Veguetta, que apesar de ser um guerreiro excepcional não foi levedo em conta para lutar devido a sua idade. Uma aventura sem limite, onde Goku terá que demonstrar sua nobreza como filho e sua fortaleza como guerreiro.”.

O erro é tão absurdo que até o próprio narrador das cenas anuncia esse especial como “A Batalha De Freeza E Bardock”. Além disso, a dublagem é horrível, com muitas frases sem o menor sentido e o nome do Trunks mudando a todo o momento do especial. Para detonar tudo de uma vez, o belo encerramento do especial mostrando as diversas cenas do passado, aqui nesta versão foi trocada sem qualquer sentido para o encerramento da saga de Majin Buu e, pasmem, com a versão em espanhol da canção “Once We Were Angels”.

Por sorte, a revista Heróis da TV vendeu como parte integrante da mesma, praticamente todos os filmes e especiais da franquia com uma qualidade melhor. E em 04 de Novembro de 2001, a revista lançou o especial de TV em questão, agora chamado de “Gohan e Trunks – Guerreiros do Futuro”. Apesar do VHS vir como um “brinde” da revista e de pertencer a Editora Abril, a produtora responsável pelo VHS chama-se Tape Digital e a revista tinha um valor elevado para considerar o “brinde” como tal. Segue abaixo a sinopse:

“O amanhã. Treze anos se passaram desde a morte de Goku, considerado o maior de todos os guerreiros saiya-jins. O planeta Terra está sendo devastado por dois andróides impiedosos que aniquilam tudo o que encontram pela frente. A última esperança da humanidade é a força combinada de Gohan, filho de Goku, e Trunks, filho do príncipe Vegeta. Porém, antes que possa entrar em confronto direto com os andróides, Trunks precisa desenvolver seus poderes até se tornar um guerreiro invencível, um supersaiya-jin! Este especial de televisão revela o futuro da saga Dragon Ball e o risco que a espécie humana está correndo se o presente não for alterado.”.

Em 2002, a produtora Outros Show DVD lança um DVD contendo os dois especiais de Dragon Ball Z para TV, com o nome “O Pai de Goku/ Gohan & Trunks Guerreiros do Futuro”. O DVD, de região 4 e com 90 minutos de duração, possui apenas áudio em português e som Dolby Digital 2.0. A sinopse e a dublagem utilizada aqui é o mesmo da produtora Tape Digital.

Por fim, a Imagem Filmes relança em 2006 o bizarro “Dragon Ball Z – A Batalha De Freeza E Bardock” em DVD de região 4, com apenas o áudio em português,  Dolby Digital 2.0 e um extra risível, contendo uma galeria de fotos que são meros print-screens do especial. A capa do especial possui uma péssima resolução e como se não bastasse, o encerramento agora não mais possui a canção “Once We Were Angels” em espanhol, existente no VHS do Grupo Paris Films, mas sim a canção “Cha-La Head Cha-La”, tocando no que seria o encerramento da saga de Buu! Ao menos a sinopse foi corrigida:

“No futuro, Goku está diante de um inesperado problema no coração. Os superpoderosos andróides #17 e #18 espalham o terror pelo planeta, e provocam a morte de todos os Guerreiros Z. Enquanto isso, Gohan treina Trunks para se tornar um guerreiro. Passam-se treze anos, até que Gohan decide enfrentar os andróides. A batalha é terrivelmente injusta, e Gohan acaba morto. Não sem antes dar a Trunks a última semente dos deuses, para que ele continue a linhagem dos Guerreiros Z. E sua última esperança é a viagem no passado na máquina que sua mãe acaba de terminar.”.

Conclusão

Sem dúvida alguma este especial é o mais trabalhado dentre os demais especiais e filmes, não apenas pelas linhas temporais criadas, mas pela narrativa pesada e fria, sem qualquer conotação cômica em um mundo alternativo desolado e com poucas esperanças. Basta observar Mirai Gohan e compará-lo com o Gohan da realidade comum: Mirai Gohan mostra-se muito mais maduro e amargurado. Mirai Trunks, com seus 13 anos em nada se parece com o Trunks do final de Dragon Ball Z. E o mesmo ocorre com os andróides 17 e 18, que apesar de menos poderosos, são mais frios e impiedosos do que os andróides do presente.
Lembrando ainda que apesar desse especial ser vendido como um filme em várias partes do mundo, o mesmo já foi exibido na TV dentro da grade dos episódios em alguns países (no Brasil, por exemplo, dentro da programação da GLOBO e CARTOON NETWORK), como também fora dos episódios (também no Brasil, em sessões especiais).

Filmes – Doragon Bōru: Majin-Jō No Nemuri Hime

Filmes – Doragon Bōru: Majin-Jō No Nemuri Hime

Doragon Bōru: Majin-Jō No Nemuri Hime
(ドラゴンボール 魔神城のねむり姫)
Data de exibição: 18 de julho de 1987
Direção e roteiro: Daisuke Nishio, Minoru Okazaki e Keiji Terui
Produção: Toei Animation
Tempo de duração: 45 minutos

“Doragon Bōru Majin-Jō No Nemuri Hime” (ドラゴンボール 魔神城のねむり姫) é o nome do segundo filme que trata da série Dragon Ball mantendo o seu humor típico e seguindo o conceito do primeiro filme, ao criar uma história completamente paralela. Entretanto, a diferença em relação ao primeiro filme é que ele não mais reconta (reconta parcialmente, apenas) a história original de Goku, mas sim acrescenta a história um acontecimento que não existe no mangá nem no anime e que, como de praxe na maioria dos filmes de Dragon Ball, se tornam incompatíveis à cronologia da série canônica.

O filme começa com Goku indo à casa de Mestre Kame para que este o treine. Ao mesmo tempo, Kurilin aparece (sendo sua primeira aparição na obra non-canon) pedindo o mesmo ao velho Kame, que só treinaria aquele que trouxesse uma garota. Bem parecido com o que vimos na série canônica. Mas as semelhanças acabam aqui.

Na história original Mestre Kame treinaria aquele que trouxesse uma garota para ele. Neste filme, Mestre Kame escolhe a garota, sendo sua escolha a “princesa adormecida do Castelo Amaldiçoado”, que, segundo Mestre Kame, era mantida prisioneira por um homem perverso em um castelo localizado entre as cinco montanhas conhecidas como “A mão do Diabo”.

E é nessa aventura que Goku, junto com Kurilin, Yamcha, Pual, Oolong e Bulma, que passam ao acaso na casa de Kame (e que revela para onde seus dois pretendentes a alunos haviam ido – um parque de diversões, no pensamento de Kame), partem para o tal parque, que na verdade é de fato um castelo, pertencente a Lúcifer, o Rei dos demônios. No desenrolar da história, a nave de Bulma e seus amigos é derrubada por monstros, Bulma é seqüestrada sem saber, achando que tudo era uma brincadeira do “parque” e levada para o salão onde a “princesa adormecida” está, até que percebe nada disso é brincadeira e que seu sangue será oferecido em comemoração ao despertar da “princesa”, entrando em desespero.

Enquanto isso, Goku e Kurilin enfrentam vários monstros, sendo um deles Gastel, um enorme subordinado de Lúcifer que luta usando uma espécie de cinta. Por fim, Gastel acaba sendo morto por um enorme monstro do mar que o engole. Mais a frente, Lúcifer revela que a “princesa” despertará de seu sono secular e que sua beleza esplêndida trará a escuridão eterna.

Uma grande explosão oriunda de um dos ataques dos monstros faz com que Goku e Kurilin caem em frente ao salão onde está a “princesa”, Bulma e Lúcifer e descobrem que a “princesa” é na verdade uma jóia. Inesperadamente, Lunch aparece (sendo sua primeira aparição non-canon) e rouba a jóia. Goku, Kurilin e Lúcifer a perseguem, mas Lunch acaba espirrando e caindo de sua moto, voltando ao normal e a jóia é recuperada por Goku.

Mas Lúcifer aparece e ameaça matar Kurilin se Goku não devolvesse a jóia. Goku devolve, mas acaba perdendo suas forças para um bichinho rosa (Kapu) que apareceu em todo o filme sugando o sangue de Goku e que aqui morde o rabo do garoto, seu ponto fraco. Todos então são presos (exceto Bulma que continua amarrada), inclusive Yamcha, Pual e Oolong, que se passaram por monstros para salvar a Bulma, mas em vão.

Com a jóia recuperada, Lúcifer revela que a “bela adormecida” irá “acordar” com a Lua cheia após 5000 anos e que o reinado do Sol acabará e o mundo viverá em trevas e frio, mas é esta Lua que faz Goku se transformar em Oozaru, que destrói todo o local onde ele e os outros estavam presos, sendo contido apenas por Pual, que lhe corta seu rabo.

Finalmente, Lúcifer explica que a jóia possuí um poder de destruição capaz de destruir o Sol e que naquele momento a jóia seria usada em um canhão para assim destruir o astro rei. Então Goku já em sua forma normal e Kurilin aparecem e enfrentam Lúcifer e Yamcha enfrenta (e derrota facilmente) o mordomo de Lúcifer, Shitsuji. Goku para evitar que o canhão fosse disparado, acaba desferindo um Kamehameha contra o mesmo, que altera sua rota de tiro justamente para onde Lúcifer estava, desintegrando-o. Todo o castelo é destruído pelo impacto do raio e Goku e Kurilin então retornam junto com Lunch para a casa de Kame e o velho finalmente decide treinar os dois garotos. Mas sem antes de passarem por maus bocados com a personalidade má de Lunch.

Dirigido por Daisuke Nishio e Minoru Okazaki, “Majin-Jō No Nemuri Hime” introduz 3 personagens exclusivos no filme: o vilão Lúcifer (ルシフェル), seu mordomo (Shitsuji/ 執事) e Gastel (ガステル). Além dos monstros auxiliares de participação secundária e de Kapu, o monstrinho rosado que aporrinha Goku em diversas cenas.

O filme foi produzido pela Toei Animation e BIRD Studio e a música foi feita pela Columbia Music Entertainment.

Abertura e encerramento

A abertura é a mesma abertura clássica do anime de Dragon Ball, ao som de Makafushigi Adventure e o encerramento, ao som da também clássica Romantic Ageruyo.

Pelo Mundo

“Majin-Jō No Nemuri Hime” foi amplamente distribuído pelo mundo em formato VHS e DVD sem cortes ou censurados, como volumes, coletâneas ou em box especiais. Abaixo, algumas das principais versões distribuídas pelo mundo: 

Estados Unidos

Dragon Ball - Sleeping Princess in Devil's Castle (VHS cut scenes) Dragon Ball - Sleeping Princess in Devil's Castle (uncut)

Em 26 de Janeiro de 1999, a FUNimation lançou no mercado americano a versão estadunidense do filme, com o nome de “Sleeping Princess in Devil’s Castle”. O filme, lançado em VHS no formato NTSC, tem 38 minutos de animação, fruto dos cortes presentes devido a censura. O áudio foi dublado para o inglês e não consta de legendas. Em compensação a FUNimation também lançou a versão sem cortes do filme.

Dragon Ball - Sleeping Princess in Devil's Castle (DVD) Dragon Ball Movie DVD  Box Set (Movies 2-4)

Lançado em 2005 pela FUNimation em formato DVD, o “Dragon Ball – Sleeping Princess in Devil’s Castle” também não possui cortes e possui o áudio japonês e legendas em inglês, além de ter sido lançado na Austrália. E em 06 de Dezembro de 2005, a mesma FUNimation lança o “Dragon Ball Movie DVD Box Set (Movies 2-4)”, um dvd-box contendo os filmes “Sleeping Princess in Devil’s Castle”, “Mystical Adventure” e “The Path to Power”, com áudio inglês e original japonês e legendas em inglês, contendo 185 minutos de animação.

Europa

La Principessa Addormentata nel Castello del Demonio La bella addormentata nel castello dei misteri

Na Itália, ” Majin-Jō No Nemuri Hime ” recebeu 2 nomes: “Dragon Ball – La bella addormentata nel castello dei misteri” e “Dragon Ball – La Principessa Addormentata nel Castello del Demonio”, lançados em conjunto pela Dynit (Dynamic Italia) e pela De Agostini Editore. A primeira versão foi lançada em VHS em 1989 com o selo da Dynamic Italia e recebeu o nome de “Dragon Ball – La Principessa Addormentata nel Castello del Demonio”.

Ainda na Itália, a Dynit lançou, junto com a De Agostini em 17 de Fevereiro de 2007, o 13º filme em DVD da série DVD Movie Collection, com o nome de “La bella addormentata nel castello dei misteri”. O DVD foi lançado para a Região 2 e com áudio em japonês Dolby Digital 2.0 e áudio em italiano Dolby Digital 5.1.

“Le Château du Démon” é a versão francesa desse especial de Dragon Ball. Lançada em VHS em 1990 pela produtora AB Vidéo, foi uma versão completamente retalhada do original. Já em 1995, ” Le Château du Démon” é relançado pela AK VIDEO, sendo essa versão correspondente a segunda de uma coletânea com diversos volumes dos filmes e especiais da franquia Dragon Ball.

Em 8 de Janeiro de 2004, a TF1 Vidéo lança uma coletânea com os 3 filmes de Dragon Ball: “Dragon Ball – Vol.4 : Les Films, l’intégrale – La Légende de Shenron / L’Aventure mystique / Le Château du Démon”. Em formato PAL, rodando na região 2, o filme conta apenas com o áudio em francês Dolby Digital 2 Mono.

Em 2007, a AB Vidéo lançou um Movie Box com 5 DVDs chamado de: Dragon Ball / Dragon Ball Z – Intégrale des films. Nesse box, além do filme ” Le Château du Démon “, há também os dois outros filmes de Dragon Ball (“La Légende de Shenron ” e “L’aventure Mystique”), 6 filmes de Dragon Ball Z (“À la Poursuite de Garlic”; “Le Robot des Glaces”; “Le Combat Fratricide”; “La Menace de Namek”; “La Revanche de Cooler”; e “Cent Mille Guerriers de Métal”) e 1 especial de TV (“Baddack contre Freezer”). O box vem com um livro de 96 páginas e 10 cards de Dragon Ball e os DVDs rodam na região 2 e possuem áudio japonês e francês.

Na Alemanha, o estúdio Polyband & Toppic Video/WVG lançou, em 2004, o filme em VHS com o nome de “Dragonball – Das Schloss der Dämonen”. Já o DVD foi lançado também pelo mesmo estúdio em 2004, para a Região 2, sistema PAL e com áudio em japonês (Dolby Digital 1.0) e em alemão (Dolby Digital 5.1). Ambos com 45 minutos de animação.


Dragonball - The Movie Collection (Movie 1-3) Dragonball - Das Schloss der Dämonen (DVD) Dragonball - Das Schloss der Dämonen (VHS)

 

Ainda na Alemanha, no dia 28 de Março de 2008 é lançado o “Dragonball – The Movie Collection (Movie 1-3)”, um movie-box contendo os três primeiros filmes de Dragon Ball (“Dragonball – The Movie 1: Die Legende von Shenlong”; “Dragonball – The Movie 2: Das Schloss der Dämonen”; e “Dragonball – The Movie 3: Son-Gokus erstes Turnier”). São 3 DVDs, em formato PAL, para a Região 2, com áudio em japonês (Dolby Digital 1.0) e em alemão (Dolby Digital 5.1), com um total de 145 minutos de animação.

Na Espanha, a versão em catalão recebeu o nome de “La Bella Dorment al Castell del Mal”, em VHS pela produtora AVUI, com data de lançamento em 1994 e em DVD pela Manga Films na forma de box, com os 3 filmes de Dragon Ball (“La Leyenda del Dragón Xeron”; “La bella Durmiente al Castillo del mal”; e “Aventura mística”), com áudio mono em espanhol, catalão e euskera, além de extras como fichas técnicas, biografia do autor, imagens e menus interativos.

A Manga Films também lançou em VHS esse mesmo filme com o nome de ” La bella Durmiente al Castillo del mal”.

Portugal

“Dragon Ball: O Castelo Fantástico”, esse foi o nome que esse filme recebeu em Portugal. Lançado em VHS, a resenha da contra capa é sem dúvida a mais bizarra possível:

“Aqui está mais uma aventura do Dragon Ball, o maior sucesso do cinema de animação.
Songoku, o nosso herói, ambiciona reunir as 7 bolas de cristal espalhadas pelo Mundo, de forma a poder satisfazer o seu maior desejo, encontrar o avô.
Songoku vai assim até à ilha do Tartaruga Genial para aprender artes marciais.
Ao chegar encontra Crilin, um jovem da sua idade, que também pretende iniciar-se nestas artes.
Com vista a por à prova os dois rapazes, o Tartaruga Genial obriga-os a procurarem uma rapariga que esteja disposta a dar-lhes de comer, o que aliás até é bem pensado!
Após terem cumprido a missão, seguiram-se longos e difíceis dias de treino. Quando pareciam estar prontos para as mais destemidas batalhas, o Tartaruga Genial achou que deveriam fazer um último teste.
Os nossos dois amigos vão ter que enfrentar os mais temidos lutadores de artes marciais, no grande torneio que se realiza todos os quatro anos.
Colocados perante os melhores lutadores, será que os nossos amigos vão conseguir cumprir essa missão?”.

O Castelo do Diabo

Brasil

Em 21 de Março de 2003, o filme foi lançado por aqui pela revista Heróis da TV, sendo vendida como parte integrante da mesma, já na sua décima sétima edição e com o nome de O Castelo do Diabo”. Mas com a exibição do filme na televisão pela Cartoon Network, trocou-se a dublagem antiga (feita pela Parisi Video) pela da Álamo.

Conclusão

Mesmo recontando de outra forma a maneira como Goku e Kurilin fazem com que sejam treinados por Kame, “Majin-Jō No Nemuri Hime” é sem dúvida um dos melhores filmes da franquia, conservando o humor característico da série.

Filmes – Doragon Bōru Shenron no Densetsu

Filmes – Doragon Bōru Shenron no Densetsu

Doragon Bōru Shenron no Densetsu
(ドラゴンボール 神龍の伝説 )
Data de exibição: 20 de dezembro de 1986
Direção e roteiro: Daisuke Nishio e Toshiki Inoue
Produção: Toei Animation
Tempo de duração: 50 minutos

Sem dúvida alguma, o ano de 1986 foi o ano em que Dragon Ball literalmente se afirmou como o sucesso que é considerado até hoje. Afinal, o anime começou a ser exibido em fevereiro deste ano e o primeiro jogo para videogame também saiu neste mesmo ano, para o console Video Cassete Vision e logo em seguida uma outra versão saiu para o NES. E foi no dia 20 de Dezembro de 1986, poucos dias antes do Natal, que o primeiro filme de Dragon Ball estreou nos cinemas japoneses. “Doragon Bōru Shenron no Densetsu” (ドラゴンボール 神龍の伝説) é o nome do primeiro filme que trata da série Dragon Ball, com Goku ainda criança e assim como a série de TV e mangá, conserva o seu humor característico.

Entretanto, assim como praticamente todos os filmes de toda a trilogia Dragon Ball, é praticamente impossível inserir este dentro da cronologia da série. Além disso, “Shenron no Densetsu” não só torna sua inserção impossível no contexto original, como reconta boa parte da história original, alterando não a essência dos fatos, mas sim a forma como eles acontecem.

Dirigido por Daisuke Nishio e com roteiro de Toshiki Inoue, “Shenron no Densetsu” é basicamente uma história paralela, bem diferente dos combates e personagens paralelos e contraditórios que aparecem nos demais filmes (principalmente em Dragon Ball Z), pois aqui não se trata apenas de combates mas sim da própria história de Dragon Ball sendo recontada e contradizendo-se com a história originalmente apresentada.

O terrível Rei Gourmet é um tirano que possui uma aparência horrível e que parece sofrer de alguma maldição: para não morrer, ele precisa comer a cada dia um prato melhor que o anterior. As conseqüências são refletidas para os habitantes de seu reino, que sofrem toda a repressão do terrível exército de Gourmet, à procura de rubis e riquezas nas terras usadas para o plantio pelo povo, para assim pagar os serviços de chefes de cozinha por todo o mundo, contratados pelo Rei Gourmet.

Todavia, nem contratando esses serviços, o Rei Gourmet conseguia encontrar a comida mais gostosa e para acabar com o seu sofrimento, decidiu mandar seu exército a procurar pelas esferas do Dragão, para desejar a comida mais gostosa de todas.

É aqui que a história de Dragon Ball começa a ser recontada, com inúmeras particularidades. Assim como no mangá, Goku conhece Bulma, mas aqui Bongo e Pasta, os membros de alto escalão do exército de Gourmet, aparecem e roubam a esfera do Dragão de 4 estrelas de Goku.

Na busca da esfera roubada, Goku encontra-se com Oolong, que estava para atacar Pansy, originalmente uma personagem que aparece apenas na saga Red Ribbon e que aqui é uma moradora do reino de Gourmet que está a procura de Mestre Kame para libertar o reino das maldades do tirano rei. Oolong ao perceber o quanto Goku era forte, decide fugir e em sua fuga, Goku e Oolong caem no território de Yamcha. Goku e Yamcha travam uma breve luta que é interrompida quando Bulma aparece, fazendo Yamcha fugir de timidez. Basicamente, os mesmos motes da história original, mas com muita diferença.

Ainda na busca pelas esferas, Goku, Bulma e Oolong encontram-se com Mestre Kame, que fora avisado por Yamcha que Goku queria derrotá-lo. Mas Mestre Kame percebe que tudo passava de uma mentira de Yamcha, ao constatar a pureza de Goku ao subir na nuvem voadora.

A forma como Mestre Kame dá a sua esfera para Bulma é completamente diferente do anime/ mangá. Aqui, Bulma pede a Oolong para que se transforme nela e se mostre para o velho Kame. Oolong aproveita a situação e deixa o velho abusar do momento, apenas para provocar Bulma. No anime, a própria Bulma mostra os seios para o Mestre Kame.

Nesse momento, o exército de Gourmet ataca a Ilha de Kame e rouba uma das duas esferas do Dragão que estava com Bulma. Kame, por sua vez revida, disparando um poderoso KameHameHa. Goku ao ver o poderoso ataque, tenta copiá-lo e aos olhos incrédulos do velho Kame, consegue. Assim como o mote original, entretanto no enredo original, cena parecida ocorre na montanha onde vivia o Rei Cutelo e sua filha ChiChi.

Por fim, Goku, Bulma e Oolong vão até o reino de Gourmet ajudar Pansy e recuperar as esferas do Dragão. Goku trava uma breve luta com Bongo e Yamcha, que reaparece com seu amigo Pual, trava uma luta com Pasta até perceber que ela era uma mulher. No final, todos caem em frente a sala do Rei Gourmet, que sofre uma pequena transformação e começa a atacar tudo. Goku não consegue enfrentá-lo, mas Bulma percebe que as demais esferas do Dragão estavam em seu estômago e atira sua esfera na boca do monstro Gourmet, evocando Shenlong.

Shenlong aparece, todo o castelo é destruído com a aparição e Pansy pede a Shenlong que faça o Reino de Gourmet voltar a ser como era antes, sem os rubis. Shenlong concede o desejo e desaparece e Gourmet aparentemente volta a sua forma humana, mas com muita fome. Eis que Pansy oferece uma maçã para o Rei, Yamcha e Bulma terminam juntos e Goku decide partir à procura da esfera do Dragão de 4 estrelas. Assim, o filme se encerra.

O mais interessante nesse filme são os personagens exclusivos, que mais parecem “adaptações” dos personagens clássicos da série Dragon Ball. O próprio Rei Gourmet e seu exército lembra e muito o exército Red Ribbon, seu líder e seu desejo singular. Os líderes do exército, Bongo e Pasta, lembram os Generais da Red Ribbon estão mais interessados nos rubis e nas esferas do que nos interesses do Rei, o que nos faz lembrar do braço direito do comandante Red, o Assistente Black. Os soldados comuns de Gourmet parecem e muito com os homens da gangue do Chefe Coelho. Além disso, praticamente toda a saga original Pilaf foi adaptada em 50 minutos de animação, só que ao invés de termos Pilaf como vilão, temos uma “adaptação” da Red Ribbon no lugar.

O filme foi produzido pela Toei Animation e BIRD Studio, e a música foi pela Columbia Music Entertainment.

Abertura e encerramento

A abertura é a mesma abertura clássica do anime de Dragon Ball, ao som de Makafushigi Adventure. Já o encerramento mostra em imagens de 1 quarto de tela sob fundo preto das cenas aleatórias do filme, ao som da também clássica Romantic Ageruyo.

Curiosidades

Curiosamente, no Movie Book relacionado a este filme, os integrantes do exército de Gourmet usam um emblema diferente da animação em si. Enquanto o emblema no filme é um morcego segurando um garfo, no Movie Book é uma faca e um garfo cruzando-se, formando um “x”.

Os pais de Pansy também são diferentes do anime.

O mais curioso é que “Shenron no Densetsu” serviu de inspiração para a produção não oficial do lendário live-action chinês de Dragon Ball, conhecido como Dragon Ball: The Magic Begins ( 新七龍珠 神龍的傳說, Xīn qī lóng zhū Shén lóng de chuán shuō ).

Pelo Mundo

“Shenron no Densetsu” foi amplamente distribuído pelo mundo em formato VHS e DVD sem cortes ou censurados, como volumes, coletâneas ou em box especiais. Abaixo, algumas das principais versões distribuídas pelo mundo:

Estados Unidos


Dragon Ball - Curse of the Blood Rubies
Dragon Ball - The Saga of Goku Boxed Set

Em 24 de Setembro de 1996, a FUNimation, pelos estúdios Vidmark/ Trimark, lançou no mercado americano a versão estadunidense do filme, com o nome de “Dragon Ball Z – Curse of the Blood Rubies”. O filme, lançado em VHS no formato NTSC, tem 48 minutos de animação, fruto dos cortes presentes devido a censura. O áudio foi dublado para o inglês e não consta de legendas. A sinopse contida na fita é uma das piores já feitas:

“Deep within the core of the Earth a fire rages. Within the heart of this fire dwells the Eternal Dragon, a magical beast of limitless power that can be summoned from his fiery lair only when the seven magic Dragon Balls — now scattered over the face of the Earth — are found and brought together. When the seven magic Dragon Balls are united, the Eternal Dragon will appear before the adventurer who brought them together and grant that person a single wish. Then, once more the balls will be scattered to the four winds, and the dragon beast will return to his fiery lair until another brave or foolish soul rediscovers the balls and tries to bring them together again.”
— “Curse of the Blood Rubies”

Lançado em 24 de Outubro de 2000 em formato DVD, o “Dragon Ball – The Saga of Goku Boxed Set” é um box com 13 episódios de Dragon Ball, sendo o último o movie em questão. São eles: 1. Secret of the Dragon Ball, 2. The Emperor’s Quest, 3. The Nimbus Cloud of Roshi, 4. Oolong the Terrible, 5. Yamcha the Desert Bandit, 6. Keep an Eye on the Dragon Balls, 7. The Ox-King on Fire Mountain, 8. The Kamehameha Wave, 9. Boss Rabbit’s Magic Touch, 10. The Dragon Balls Are Stolen, 11. The Penalty Is Pinball, 12. A Wish to the Eternal Dragon, 13. The Legend of Goku; Curse of the Blood Rubies.

Com dois DVDs que funcionam apenas na Região 1, esse Box possui ao todo 337 minutos de animação e apesar de não possuir o áudio japonês, possui legendas em inglês, espanhol e japonês.

Europa


La leggenda delle sette sfere
La Leggenda del Drago Shenron

Na Itália, “Shenron no Densetsu” recebeu 2 nomes: “Dragon Ball – La Leggenda delle Sette Sfere” e “Dragon Ball – La Leggenda del Drago Shenron”, lançados em conjunto pela Dynit (Dynamic Italia) e pela De Agostini Editore. A primeira versão foi lançada em VHS em 1989 com o selo da Dynamic Italia e recebeu o nome de “Dragon Ball – La Leggenda delle Sette Sfere”. Mais tarde, a Dynit e a De Agostini Editore lançaram uma coletânea com diversos animes distribuídos em VHS junto a fascículos, chamada de Japan Animation e “Dragon Ball La Leggenda delle Sette Sfere” foi o quarto VHS distribuído (“Japan Animation 4: Dragon Ball – La Leggenda delle Sette Sfere”). Essa coleção é composta de 41 fascículos/ VHS e no texto abaixo, segue os nomes da lista completa:


JAPAN ANIMATION

1 – City hunter special 3 : un complotto da un millione di dollari; 2 – I cavalieri dello zodiaco : la dea della discordia; 3 – Ken il guerriero : la leggenda di nanto; 4 – Dragon ball : la leggenda delle 7 sfere; 5 – Lupin 3 : la leggenda dell’oro di babilonia; 6 – Capitan harlock : l’arcadia della mia giovinezza; 7 – Dragon ball z : vendetta divina; 8 – Macross 2 : special vol.1; 9 – Galaxy express 999 : the movie; 10 – Rocky joe : l’ultimo round; 11 – L’ imbatibile daitarn 3 : speciale “le grandi battaglie di banjo”; 12 – Getter robot : the last day : special “A new beginning”; 13 – Baldios the movie; 14 – Patlabor : the movie; 15 – Tekkaman : volume 1; 16 – Street fighter 2 victory : speciale “the new world warriors”; 17 – capitan futuro : volume 1; 18 – Gordian : volume 1; 19 – Blue noah : volume 1; 20 – Babil junior : la leggenda – volume 1; 21 – starzinger : volume 1; 22 – Borgman : l’ultima battaglia; 23 – Danguard : volume 1; 24 – God sigma : volume 1; 25 – L ‘ invincibile Zambot 3 : speciale “uniti per la vittoria”; 26 – Gaiking il robot guerriero : volume 1; 27 – Cowboy bebop : jupiter jazz; 28 – Alexander crancache di guerra di Alessandro il grande : speciale; 29 – Corazzata spaziale Yamato; 30 – Yu Yu Hakusho ghost fighters : volume 1; 31 – Lamù : il sogno; 32 – Kyashan il mito : volume 1; 33 – Sampei il ragazzo pescatore : volume 1; 34 – Robotech : volume 1; 35 – Millenia : la regina dei mille anni; 36 – Hurricane Polymar : volume 1; 37 – Motori in pista : volume 1; 38 – Gakeen magnetico robot : volume 1; 39 – L’invincibile ninja kamui : volume 1; 40 – Devilman : la genesi; e
Special – Ufo robot goldrake contro il grande mazinga.

Há evidências de que a De Agostini lançou também na Itália, em versão VHS, esse filme como parte de uma coletânea chamada Movie Collection. Ainda na Itália, a Dynit lançou, junto com a De Agostini em 06 de Janeiro de 2007, o oitavo filme em DVD da série DVD Movie Collection, com o nome de “Dragon Ball – La Leggenda del Drago Shenron”. O DVD foi lançado para a Região 2 e com áudio em japonês Dolby Digital 2.0 e áudio em italiano Dolby Digital 5.1.


La Légende de Shenron (AK VIDEO) - Capa
La Légende de Shenron (AK VIDEO) - verso Dragon Ball - Vol.4: Les Films, l'intégrale

“La Légende de Shenron” é a versão francesa desse especial de Dragon Ball Z. Lançada em VHS em 1990 pela produtora AB Vidéo, foi uma versão completamente retalhada do original. Já em 1995, “La Légende de Shenron” é relançado pela AK VIDEO, sendo essa versão correspondente a primeira de uma coletânea com diversos volumes dos filmes e especiais da franquia Dragon Ball. Há também uma versão dessa coleção contendo o volume 1 e 3 em uma única fita.


Em 8 de Janeiro de 2004, a TF1 Vidéo lança uma coletânea com os 3 filmes de Dragon Ball: “Dragon Ball – Vol.4 : Les Films, l’intégrale – La Légende de Shenron / L’Aventure mystique / Le Château du Démon”. Em formato PAL, rodando na região 2, o filme conta apenas com o áudio em francês Dolby Digital 2 Mono.

Em 2007, a AB Vidéo lançou um Movie Box com 5 DVDs chamado de: Dragon Ball / Dragon Ball Z – Intégrale des films. Nesse box, além do filme “La Légende de Shenron”, há também os dois outros filmes de Dragon Ball (“Le Château du Démon” e “L’aventure Mystique”), 6 filmes de Dragon Ball Z (“À la Poursuite de Garlic”; “Le Robot des Glaces”; “Le Combat Fratricide”; “La Menace de Namek”; “La Revanche de Cooler”; e “Cent Mille Guerriers de Métal”) e 1 especial de TV (“Baddack contre Freezer”). O box vem com um livro de 96 páginas e 10 cards de Dragon Ball e os DVDs rodam na região 2 e possuem áudio japonês e francês.

Na Alemanha, o estúdio Polyband & Toppic Video/WVG lançou, em 26 de Julho de 2004, o filme em VHS com o nome de “Dragonball – The Movie 1: Die Legende von Shenlong”. Já o DVD foi lançado também pelo mesmo estúdio em 02 de Agosto de 2004, para a Região 2, sistema PAL e com áudio em japonês (Dolby Digital 1.0) e em alemão (Dolby Digital 5.1).


Dragonball - Die Legende von Shenlong (VHS)
Dragonball - Die Legende von Shenlong (DVD) Dragonball - The Movie Collection (Movie 1-3)

E, ainda na Alemanha, no dia 28 de Março de 2008 é lançado o “Dragonball – The Movie Collection (Movie 1-3)”, um movie-box contendo os três primeiros filmes de Dragon Ball (“Dragonball – The Movie 1: Die Legende von Shenlong”; “Dragonball – The Movie 2: Das Schloss der Dämonen”; e “Dragonball – The Movie 3: Son-Gokus erstes Turnier”). São 3 DVDs, em formato PAL, para a Região 2, com áudio em japonês (Dolby Digital 1.0) e em alemão (Dolby Digital 5.1), com um total de 145 minutos de animação.

Na Espanha, várias versões foram lançadas. A versão em catalão recebeu o nome de “La llegenda del drac Xeron”, em VHS pela produtora AVUI, com data de lançamento em Janeiro de 1994 e em DVD pela Manga Films na forma de box, com os 3 filmes de Dragon Ball (“La llegenda del Drac Xeron”; “La bella dorment al castell del mal”; e “Aventura mística”), com áudio mono em espanhol, catalão e euskera, além de extras como fichas técnicas, biografia do autor, imagens e menus interativos.

A Manga Films também lançou em VHS esse mesmo filme com o nome de “La leyenda del dragón Xeron”.

Oriente Médio

Apesar de não termos dados concretos de sua data de exibição, há na internet um vídeo com a abertura do filme com imagens do próprio filme em questão, que recebeu o nome de “المغامر كوغو ج”.

Brasil

Em 14 de Novembro de 2002, o filme foi lançado por aqui pela revista Heróis da TV, sendo vendida como parte integrante da mesma, já na sua décima quinta edição e com o nome de “A Lenda de Shen Long”. Mas com a exibição do filme na televisão pela Cartoon Network, trocou-se a dublagem antiga (feita pela Parisi Video) pela da Álamo.

Conclusão

Apesar de todas as diferenças presentes no filme quanto à sua nula inserção no enredo da série, “Shenron no Densetsu” é um bom filme que garante toda a fórmula clássica que consagrou Dragon Ball.

BIRD LAND PRESS

Bird Land Press

No começo dos anos 80, no auge do sucesso de Dr. Slump, um grupo de fãs criou um fã-clube no intuito de compartilhar informações sobre o mangaká Akira Toriyama e suas obras. Esse fã-clube foi chamado de Toriyama Akira Hozonkai (鳥山明保存会). Inicialmente era um fã-clube não oficial como muitos outros, mas posteriormente foi aceito pela Shueisha e pelo próprio Akira Toriyama.

Com o apoio da Shueisha e do próprio Akira Toriyama que se dispôs a ficar em contato com o grupo e criar conteúdo original para seus membros, o fã-clube cresceu rapidamente. Em meio a isso, em 1982 um boletim informativo do clube passou a ser publicado: o BIRD LAND PRESS.

O BIRD LAND PRESS era um boletim informativo bimestral, com tiragem de 10000 exemplares, destinados aos membros do Akira Toriyama Honzonkai. Eles têm o formato B6 e cerca de 26 páginas cada. A grande maioria das capas foi desenhadas pelo Toriyama, assim como muitas ilustrações que compunham seu conteúdo.

Junto com o BIRD LAND PRESS, os membros recebiam muitos brindes como buttons, chaveiros, pôsteres e cartões com ilustrações do Toriyama nunca antes (nem depois) publicadas.

 

As edições do BIRD LAND PRESS também contém entrevistas com Akira Toriyama e reportagens sobre seu dia a dia e o que ele estava produzindo no momento, assim como muitas curiosidades.

Algumas histórias curtas que tinham sido previamente publicadas, como “Escape”, foram republicadas aqui. Mas o mais interessante é que “Mysterius Rain Jack” e “Awawa World”, as duas misteriosas (e obviamente raríssimas) histórias com que Toriyama participou do concurso de mangákas da Monthly Young Jump, em 1977 e 1978, e que foram sua porta de entrada na Shueisha, foram publicadas na sua íntegra APENAS no BIRD LAND PRESS!

Mysterius Rain Jack (謎のレインジャック) foi publicado em duas partes nas edições de nº 3 (outubro de 1982) e nº 4 (janeiro de 1983). E Awawa World (あわわワールド), também em duas partes nas edições de nº 5 (março de 1983) e nº 6 (maio de 1983). Tais histórias provavelmente NUNCA MAIS SERÃO PUBLICADAS, pois os originais foram roubados na década de 90. Conteúdos como esses agregam ainda mais valor as edições do BIRD LAND PRESS.

No total foram publicados cerca de 25 edições de BIRD LAND PRESS entre 1982 e 1987, sendo que lá para as últimas edições já não eram bimestrais e sim publicadas com um intervalo de tempo aleatório. As edições do BIRD LAND PRESS são extremamente difíceis de serem encontradas no Japão (o que dizer no ocidente então?), alcançando altos valores quando anunciados em sites de leilões especializados. A coleção de imagens das capas aqui é exclusiva e foram frutos de cerca de 7 anos de pesquisa, entre 2002 a 2009.

BIRD LAND  PRESS
nº 01
??/1982

BIRD LAND  PRESS
nº 02
??/1982

BIRD LAND  PRESS
nº 03
10/1982

BIRD LAND  PRESS
nº 04
01/1983

BIRD LAND  PRESS
nº 05
03/198
3

BIRD LAND  PRESS
nº 06
05/1983

BIRD LAND  PRESS
nº 07
07/1983

BIRD LAND  PRESS
nº 08
09/1983

BIRD LAND  PRESS
nº 09
11/1983

BIRD LAND  PRESS
nº 10
01/1984

BIRD LAND  PRESS
nº 11
03/1984

BIRD LAND  PRESS
nº 12
05/1984

BIRD LAND  PRESS
nº 13
07/1984

BIRD LAND  PRESS
nº 14
09/1984

BIRD LAND  PRESS
nº 15
11/1984

BIRD LAND  PRESS
nº 16
01/1985

BIRD LAND  PRESS
nº 17
03/1985

BIRD LAND  PRESS
nº 18
05/1985

BIRD LAND  PRESS
nº 19
07/1985

BIRD LAND  PRESS
nº 20
09/1985

BIRD LAND  PRESS
nº 21
??/??

BIRD LAND  PRESS
nº 22
??/1986

BIRD LAND  PRESS
nº 23
01/1987

BIRD LAND  PRESS
nº 24
07/1987

   

BIRD LAND  PRESS
nº 25
09/1987

   
     

Dragon Ball SD lançado e traduzido em Português!

by Kami Sama Published on: 4 de dezembro de 2010
Comments: 5 Comments
Tags: , , , ,

O aguardado spin-off Dragon Ball SD foi lançado ontem no Japão (03 de dezembro de 2010), sob o selo da mais nova revista da JUMP, a Saikyo Jump de número 1. Como já comentado antes, Dragon Ball SD foi desenhado por Ooishi Naho, porém supervisionado por Akira Toriyama, como sugere a capa.

Abaixo segue os scans de Dragon Ball SD, já traduzidos para o Português. Confira:


[flickr id=”5232216872″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5231625147″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5232209268″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5232209950″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5231618349″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5231619065″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5232212116″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5231620471″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5232213368″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5231621557″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5232214722″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5231622959″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5232216120″ thumbnail=”medium” align=”left”]
[flickr id=”5231625719″ thumbnail=”medium” align=”left”]

THE ADVENTURES OF TONGPOO

by Kami Sama Published on: 13 de novembro de 2010
Comments: No Comments
Tags: , , ,

Tongpoo

The Adventures of Tongpoo
Lançamento: Dezembro, 1983 (ed. 52 Weekly Jump)
Nº de páginas: 45

The Adventures Of Tongpoo é uma curta história de 45 páginas que foi publicada integral e originalmente  na edição de número 52 da Weekly Shounen Jump de Dezembro de 1983.

Posteriormente, The Adventures Of Tongpoo foi republicada na compilação de histórias curtas “Akira Toriyama One Shots”, vol 2  de Março de 1988, sob o selo JC (Jump Comics), e em uma outra compilação de Junho de 2003, na “Akira Toriyama One Shots” nº 1, sob o selo SJR (Shueisha Jump Remix).

A história começa no espaço sideral, a bordo da nave de exploração Planet 12. Ela é a décima segunda nave a ser enviada da Terra ao espaço com o objetivo de encontrar planetas onde os humanos pudessem habitar. Na nave, há apenas um tripulante que está em estado de animação suspensa faz cinco anos, ele é um jovem garoto terrestre chamado Tongpoo. Subtamente, um despertador toca e, depois de se arrumar, ele vai até a “ponte” da nave para descobrir que não há planeta algum em vista, mas o alarme de emergência está acionado. Com 56 segundos para a nave explodir, ele consegue entrar em uma pequena nave de emergência chamada Scout e fugir a tempo da Planet 12 que explode logo em seguida.

Para azar de Tongpoo, ele não faz idéia de onde esteja e a Scouter não é uma nave grande o bastante para levá-lo de volta para a Terra, entretanto ele avista um planeta e resolve ir até lá. Uma vez no planeta, ele vê que além de um ar limpo e respirável com peixes “nadando” nele (no ar), o planeta é cheio de água e plantas em pequenas ilhas. Ele revolve explorar o planeta e pega em sua mochila uma caixa lotada de uma espécie de cápsulas hoi-poi. A diferença aqui fica por conta de que essas tem que ser jogadas em água fervente para funcionar. Coisa que ele faz de pronto com uma lata de atum improvisada e uma panelinha. Então PUFF!!! E uma motoneta voadora aparece!

Voando pelos arredores, ele acaba esbarrando nos destroços de uma grande nave parcialmente submersa que ele pensa ser alienígena, mas para seu espanto ele descobre que aquela é a Planet 8 que tinha deixado a Terra dois anos antes dele, com três tripulantes. Perto da nave, ele acaba encontrando o esqueleto de um dos tripulantes, que parecia ter morrido com um tiro. Temeroso e com sua pistola em punho, Tongpoo continuou a explorar os arredores da nave e assim acabou por encontrar uma lindíssima garota que se banhava nua. Passado o susto inicial, a garota se vestiu, secou os cabelos e permitiu a Tongpoo se virar. A garota estava segurando um fuzil enorme e perguntou calmamente a Tongpoo como é que se usava a arma. Ele explicou tim-tim por tim-tim e devolveu a arma a ela, que depois de agradecer começou a atirar no coitado do Tongpoo achando que ele era um alienígena.

Depois de tudo esclarecido, a garota contou que dois dias depois que a Planet 8 tinha pousado lá, uma outra nave surgiu e de dentro dela saiu um alienígena que matou os seus dois companheiros. Tongpoo tem a idéia de roubar essa nave para que eles possam sair de lá, porém como já vai anoitecer, ele a convida para dormir em sua casa. A garota se apresenta com Buramo e depois de ferver a água  e jogar uma cápsula na latinha, Tongpoo faz com que uma casa apareça. Dentro da casa, Tongpoo descobre que Buramo não conhece nada de máquinas e astronomia, porém ela mostra que tem super poderes, entortando uma colher com a mente, o que não impressiona Tongpoo nem um pouco. Na verdade nem ela sabe o que fazer com esse poder!

No dia seguinte eles vão de encontro a nave alienígena. Buramo está vestindo uma roupa super sexy na esperança de seduzir o tal alienígena. Quando eles estão espionando a nave, Buramo entra correndo na nave sem tomar nenhuma precaução e Tongpoo, preocupado, vai atrás atrás dela.  Eles constatam que a nave está vazia e Buramo sai da nave para se esconder, enquanto Tongpoo procura pela sala de controle. Depois que ele a encontra, Tongpoo percebe que seria impossível pilotar a nave devido ao tamanho dos controles e a solução que ele encontra é explodir com tudo. Como ele esqueceu de trazer uma bomba relógio, ele improvisa uma com duas barras de gelo e uma granada, para depois sair correndo rapidinho!

For a da nave ele esbarra com o gigantesco alienígena segurando Buramo que clama por socorro a Tongpoo. Ele descarrega sua arma no gigante sem causar nenhum efeito. O alienígena  alveja Tongpoo no peito, que cai no chão. O alienígena está pronto para comer Buramo, mas ela consegue escapar. Nisso Tongpoo se levanta e é alvejado novamente. Só então descobrimos que ele é um cyborg e muito forte pois ele detona o alienígena em dois palitos. Faltando pouco tempo para a granada explodir, eles fogem da nave que explode logo em seguida.

Já em casa indagando-se como eles vão fazer para sair do planeta, Buramo diz que eles podem tentar ir até um outro planeta encontrar uma nave, afinal a Terra é muito distante.  Como a Scout é muito pequena e só dá para um, eles saem do planeta com Buramo pilotando e Tongpoo se segurando como pode pelo lado de for a da nave, afinal ele é um cyborg!

E este foi apenas o começo de uma longa aventura para Tongpoo. Ao menos é assim que o Toriyama deixou a entender, porém The Adventures Of Tongpoo nunca teve uma continuação publicada.

Página 1 de 3123
KAMI SAMA EXPLORER
INDEX  Principal New Page 1


 INDEX

Principal
Old News
Facebook
E-mail
Twitter
Youtube
Flickr

 JOGOS ONLINE
Uranai Game
Seu Poder de Luta
Nome em Japonês

 AKIRA TORIYAMA
Introdução
Biografia
Toriyama Exhibition
Toei Anime Fair
BIRD STUDIO
Comentários
Entrevistas

 DRAGON BALL
Aura e Magia
Cabelos
Cronologia
Detecção de Ki
Dubladores
Esferas
Falsas Fusões
Falsos Super Saiyajins
Fusões
Galáxias
Hierarquia
Itens
Ki
Letras
Linhas Temporais
Mortes
Dialeto Namek-go
Níveis Saiyajins
Nomes dos personagens
Números em Dragon Ball
Outro Mundo
Personagens
Planetas
Poder de Luta
População/ Censo
Símbolos
Técnicas
Veículos
Primeira Aparição

 MANGÁS
Awawa World
BattleMan F-1 GP!
Cashman
Chobit
Cowa !
Dr. Slump
Dragon Quest
Dub e Peter
Escape
Go ! Go ! Ackman
Haigyo no Mahi Mahi
Kajika
Karamaru
Kennosuke sama
Kintoki
Lady Red
Mad Matic
Mamejiro
Mysterius Rain Jack
Mr. Ho
Mr. Rocky
Pink
Pola & Roid
Sand Land
Sakugenkijo
Sonchou
Toccio The Angel
T. Highlight Island
Tokimecha
Tomato Girl Detective
Tongpoo
Uchujin Peke
Wonder Island

 ARTWORK
Naruto Hiden Kai no Sho
25 YEARS WITH JOJO

 ANIME
O Anime
Anime pelo Mundo
Aberturas e Encerramentos
Guia de Episódios Dragon Ball
Guia de Episódios Dragon Ball Z
Guia de Episódios Dragon Ball GT

 MANGÁ
O Mangá
Mangá vs. Anime
Mangá pelo Mundo
Plágio

 KANZEBANS
Capas

 DRAGON BALL SD
O Mangá
Scans

 DRAGON BALL NO BRASIL
História
Mangá
TV
Datas
Censura
Dragon Ball na Mídia
Dragon Ball na internet

 EXTRAS
Game Guides
OST CD Games
Jogos Cancelados

 REVIEWS
Super Cassette Vision
NES
Game Boy
Mega Drive
SNES
Terebikko
PC ENGINE
3DO
JAMMA
SYSTEM 32
Saturn
Playstation
Pippin
Playdia
Playstation 2
Game Boy Advance
Game Cube
PSP
Mini-Games
Design Master
Palmtop

 DAIZENSHUUS
Introdução
Complete Illustrations
Story Guide
TV Animation 1
World Guide
TV Animation 2
Movies & TV Specials
Daijiten
Cardass Perfect File 1
Cardass Perfect File 2
TV Animation 3

 BIRD LAND PRESS
Introdução

 LIVROS
Mangaká
Movie Books
Outros Livros

 FILMES/ESPECIAIS
DVD Dragon Box
Especiais
Filmes

 ÁUDIO
LPs e Fitas Cassete

 IMAGENS
Akira Toriyama
Autógrafos
Cards
Cosplayers
F1 & Senna
Model Sheets/ Concept Arts
Produtos

 DRAGON FALL
Introdução

 ZINES
Dragon Ball Milênio
Dragor Pall

 FLICKR


 

 


Kami Sama Explorer em nenhum momento infringe o Copyright de Dragon Ball pertencentes à BIRD STUDIO e SHUEISHA Inc., além de não estar envolvido em qualquer produção oficial feita por elas. Este site é de caráter educativo e todo o material referente à Dragon Ball tem como único propósito levar ao conhecimento das pessoas tal obra, nada mais do que isto. O mesmo vale para qualquer outro anime aqui citado, seja de Akira Toriyama ou não. KSE, KSE2k e Kami Sama Explorer são nomes fantasias pertencentes a Anderson "Kami Sama" e Akauê "Ginyu" Barko. É proibida a reprodução ou cópia, parcial ou total deste site. O uso sem permissão de qualquer link existente neste site não será permitido. Os direitos autorais deste site são protegidos pela lei nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. Quaisquer  dúvidas mande-me um e-mail. Obrigado. :)

FACEBOOK

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Follow Me
FacebookFlickrYoutube

Welcome , today is sexta-feira, 24 de novembro de 2017