PODER DE LUTA – TÉCNICAS DE DETEÇÃO DO KI

by Kami Sama Published on: 15 de setembro de 2010
Comments: 8 Comments
Tags: , , , , ,
0
0

Métodos de Detecção de Ki

Em Dragon Ball, o Ki pode ser definido simplesmente como a força, energia ou poder que cada um tem escondido dentro de seu corpo…
Mas se preferir uma definição de Ki em Dragon Ball mais simples ainda…

Com o uso do Ki pode-se elevar a massa muscular, a força física, os sentidos, os reflexos, lançar bolas concentradas de pura energia e usá-las a bel prazer, voar e até detectar outro ser por emissão de Ki.

Vamos agora conhecer esses meios de detectar o Ki.

SENTIDO (SENSE)

Esta é a forma mais comum de se detectar o Ki em Dragon Ball. Goku foi o primeiro na série a demonstrar ser capaz de “sentir a presença” (KEHAI) das pessoas. Isso é mostrado quando Goku e Bulma entraram na aldeia que era atacada por Oolong. Apesar da aldeia parecer deserta, Goku diz que há alguém ainda, pois  ele podia sentir uma presença.

Mestre Kame também era capaz de “sentir a presença” das pessoas e julgar sua força através disso. Isso ocorre quando Goku estava prestes a lutar com seu avô Son Gohan disfarçado. Mestre Kame achava que já conhecia de algum lugar do então disfarçado Son Gohan através de sua presença e que podia notar o quão forte ele era pela mesma forma.

Goku foi também o primeiro na série a perceber pela presença se alguma coisa estranha estava acontecendo. Isso ocorre quando Mestre Kame estava prestes a morrer, após falhar ao aplicar o Mafuuba em Piccolo Daimaoh. Goku percebeu que algo aconteceu de ruim, mas não exatamente o que e com quem.

Os dois casos citados não são exatamente maneiras de detectar o Ki, mas sim de apenas sentir a presença do indivíduo através da sua força. Ou seja, de qualquer forma está relacionado com o Ki, mas de uma maneira bem mais rudimentar.

O foco inicial do treinamento dos personagens em Dragon Ball era puramente baseado no aumento de força, velocidade e resistência, mas a partir do treino com Kami Sama, o foco dos treinos passou a ser o Ki. Não que anteriormente o uso do Ki não fosse utilizado, pelo contrário. Logo no início vimos Mestre Kame realizando através do controle do Ki o mais épico dos ataques de Dragon Ball, o KameHameHa. Sendo prontamente copiado por Goku que desconhecia completamente do significado de Ki, mas foi habilidoso ao conseguir executá-lo sem tal entendimento. Mais a frente personagens como TaoPaiPai, TenShinHan e Chaoz demonstravam um domínio mais avançado das técnicas que dependiam de Ki, como o Dodonpa e o Bukujutsu (a técnica de levitar em Dragon Ball).

Com o treinamento de Kami Sama e Sr. Popo, Goku aprendeu a sentir e localizar com eficiência o oponente através de seu Ki, tal como manipular o próprio Ki para que o oponente não consiga localizar sua presença ou conhecer seu real poder. Uma prova clássica dessa habilidade  ter sido desenvolvida em um estágio bastante avançado foi que somente após o advento do treinamento com Kami Sama é que Goku foi o único, além de Piccolo, de sentir a chegada de Raditz e de seu estrondoso Ki, um fato ignorado por Mestre Kame (provavelmente pela falta de preparo, já que ele é capaz de sentir o Ki propriamente dito, além da presença) e principalmente Kurilin, que sequer se deu conta do tamanho poder de Raditz ao subestimá-lo e em seguida intimidá-lo.

Com o passar da série, os personagens treinaram os seus sentidos e puderam detectar o Ki pelo planeta inteiro, sabendo até o quão forte este Ki era. Embora não fosse uma coisa exata, eles tinham apenas uma noção do nível de poder das pessoas. Eles também não podiam dizer de quem era determinado Ki. Nessa altura, os personagens podiam até saber se seu adversário estava a utilizar todo o seu potencial e também saber se o nível de Ki concentrado em determinadas técnicas era mortífero ou insignificante.

Continuando, os treinos se tornaram muito mais rigorosos, adversários poderosos surgiram e todos os personagens evoluíram absurdamente seu Ki. Devido a isso, sentir o Ki ficou ridiculamente fácil. Agora eles tinham uma noção de quem era o dono do Ki que eles sentiam, ainda mais se o Ki fosse familiar. A saga de Freeza, no planeta Namek é o melhor exemplo de onde o uso dessa habilidade foi constante. Por exemplo, quando Goku tenta achar Kurilin e Gohan, logo que chegou em Namek, ele detectou seus Kis e descobriu que estavam em perigo, pois seus Kis estavam quase apagados.

Foi também na saga de Freeza que o controle do Ki foi extremamente utilizado, principalmente por Vegeta, Kurilin e Gohan, para que Freeza e seus capangas não os detectassem e nem soubessem de seu poder real, apesar que tal recurso já fora utilizado em situações anteriores (durante as lutas contra Raditz e contra Nappa e Vegeta, por exemplo). Apesar de toda esta evolução, eles ainda não podiam detectar se um Ki era bom ou mau (a não ser se conhecesse o dono do Ki). Isso é evidente quando Kurilin e Gohan sentem a proximidade de poderosos Kis pertencentes as Forças Especiais Ginyu. Eles simplesmente não eram capazes de determinar as intenções dos proprietários destes Kis, pois ainda não os conheciam. Já Vegeta foi capaz de deduzir que os cinco Kis pertenciam a tropa devido aos poderes estrondosos que estava sentindo  e que a própria tropa era composta por cinco integrantes.

Ao decorrer da série, todos continuaram aperfeiçoando os seus sentidos e alguns estavam aptos a localizar um Ki pelo universo. E uma das utilizações práticas para tal capacidade é o Shunkanido (Teletransporte), que Goku aprendeu no planeta Yardratt. O utilizador põe dois dedos na testa, procura um Ki para onde ele quer ir, e, quando o encontra, pode-se teleportar para lá. Não é uma técnica que pode ser utilizada para se teleportar para qualquer local que se queira, pois tem que haver alguém no local para onde se queira ir. Em suma, tem que sentir o Ki, seja qual for o lugar que esteja.

Curiosamente a detecção e o controle do Ki era uma técnica explorada apenas pelos guerreiros e seres envolvidos de alguma forma com Kami Sama (filho de Katatsu) da Terra.

Alguns habitantes de Namek como Nail e o Grande Patriarca (Saichoro) demonstravam possuir uma habilidade natural de sentir o Ki, a sua direção e até a inteção do dono do Ki, sendo bom ou mau. Sendo o filho de Katatsu um legítimo Namek, tais habilidades naturais foram dominadas pelo mesmo e repassadas para todos que foram treinados por ele. Logo, Goku, Kurilin, TenShinHan e Chaoz dominaram com competência esta habilidade. Piccolo Jr., apesar de não ter sido treinado por Kami Sama, era a própria essência vital do mesmo.

Há, claro, exceções. Mestre Karin também possui a capacidade de sentir o Ki a ponto de julgá-lo poderoso ou não. Ele faz isso quando Goku pede para ele que compare seu Ki com o de Cell e veja de quem é mais poderoso.

Mestre Kame também demonstra ser capaz de sentir o Ki, mas sem reconhecê-lo, de vários indivíduos, mesmo estando fracos. Isso ocorre durante o desfecho da luta dos Saiyajins na Terra. Porém não foi capaz de identificar quem morreu na batalha, tampouco sentir a presença de Yajirobe.

Gohan desenvolveu esta habilidade graças a Piccolo Jr.. Vegeta aprendeu esta habilidade após o combate que travou contra Goku e seus amigos na Terra. Goten e Trunks dominaram esta habilidade graças a Gohan e Vegeta, respectivamente.

Como podemos observar, estas habilidades estão intimamente centralizadas entre os principais lutadores da Terra e alguns habitantes de Namek. Existem outros seres que também possuem a capacidade de sentir o Ki, como o povo do Planeta Yardrat, justificado pela técnica do Shunkanido a qual os habitantes deste planeta são capazes de realizar. Outros lutadores como Cell e Buu também eram capazes de controlar essa habilidade, mas não são seres oriundos de uma raça em si.

O que chama a atenção é que a capacidade em sentir o Ki em nada tem haver com a qualidade e capacidade do lutador. Freeza por exemplo escolhia a dedo seus soldados, dentre os vários guerreiros de todo o universo. Obviamente eram dotados de uma quantidade considerável de Ki, porém ignorantes quanto aos elementos básicos sobre o Ki. Nenhum deles era capaz de sentir o Ki naturalmente, nem capazes de aumentar ou diminuir o Ki conforme a necessidade. Nem durante os acontecimentos da saga de Buu, onde novos seres extraterrestres surgiram na história demonstravam essa habilidade.

A exceção se dá as raças transformantes, como eram Zarbon e Freeza, além dos próprios Saiyajins, que poderiam ter um aumento ou decréscimo do seu Ki de acordo com a transformação vigente. Mas o controle do Ki dentro do limiar mínimo a sua plenitude em uma raça não transformante não era uma habilidade comum entre os mais diversos seres do Universo de Dragon Ball.

Para compensar esta deficiência em definir o quão poderoso é um determinado ser, alguns instrumentos foram criados com esta finalidade.

RASTREADORES (SCOUTERS)

Antes de mais nada, os poderes de luta mostrados em qualquer site de Dragon Ball são baseados em um aparelho chamado Rastreador. Muito mencionado em Dragon Ball Z, principalmente na saga de Freeza, o Rastreador são aparelhos eletrônicos que possuem inúmeras funções, como localizar um determinado ser através do seu Poder de Luta e quanto seu Poder de Luta é representado numericamente.

O Ki tanto para Freeza como para todos os seus subordinados era apenas uma energia usada para lutar. E convertendo-a em uma grandeza física medida em aparelhos, tal energia recebeu o nome de “Poder de Luta” (sentou-ryokuin/ 戦闘力).

Os Rastreadores são responsáveis por vários acontecimentos de grande importância na saga. A primeira vez que tomamos conhecimento dos Rastreadores foi com a chegada de Raditz ao planeta Terra. Raditz, logo ao sair de sua nave, se deparou com um fazendeiro amedrontado com apenas 5 de Poder de Luta e que foi morto sem nenhuma dificuldade.

Mesmo servindo como medidor quantitativo de Poder de Luta, sua principal função é de Rastrear e localizar um determinado ser, através do Ki emanado pelo indivíduo. Vale lembrar que o Rastreador não mostra nem registra a identidade de quem emana o Ki, apenas converte o Ki em valor de Poder de Luta, entendível para quem o usa. Raditz ao chegar no planeta Terra buscando por seu irmão Goku, procurou pelo maior Poder de Luta e por uma questão de proximidade acabou indo ao encontro de Piccolo Jr., para somente depois Rastrear o Poder de Luta de Goku que se encontrava na ilha do Mestre Kame.

Os Rastreadores mostram as informações acerca do Poder de Luta em uma linguagem extraterrestre. Em função disso, em Dragon Ball Z, toda vez que tínhamos uma visão subjetiva de quem usa um Rastreador, víamos apenas uma profusão de símbolos irreconhecíveis.

Entretanto, Bulma, após a morte do Raditz, faz um rápido ajuste no Rastreador dele e aparece o resultado dos dados em… INGLÊS!

O Rastreador pode captar qualquer tipo de Poder de Luta, desde que o modelo utilizado aguente não só um Ki elevado, assim como uma mudança brusca para um valor elevado. Não foram poucas vezes em que os Rastreadores literalmente explodiram. A primeira vez que vimos isso foi quando Bulma, na ilha do Mestre Kame, ao tentar captar os valores da luta entre Goku e Vegeta usando o Rastreador adaptado do Raditz, foi surpreendida quando este explodiu. No caso, Goku tinha elevado rapidamente seu Ki usando o Kaioken aumentado em duas vezes, que o deixou com um Poder de Luta de 21000.

As outras vezes que vimos isso foi no planeta Namek. Logo que Vegeta chegou lá e se deparou com seu antigo desafeto Kuwi, Vegeta fez questão de mostrar seu “novo” poder. Vegeta no momento mostrou um Poder de Luta de 24000 (ele tinha aumentado e muito o seu poder depois de se recuperar da luta com Goku e os guerreiros da Terra). O Rastreador de Kuwi que estava a sua frente explodiu, assim como o do soldado Zarbon que se encontrava em outro ponto do planeta ao lado de Freeza e do Dodoria. E bem mais a frente, com o desenrolar da trama, Freeza também teve seu Rastreador destruído devido a um grande aumento de Ki. Foi quando Vegeta resolveu encará-lo de frente em um dos melhores momentos de toda a saga.

Vale lembrar que o Rastreador de Dodoria fora destruído pelo Muuri, o líder da aldeia onde Gohan e Kuririn conheceram Dende. Isso porque ele percebeu a importância que os Rastreadores tinham para a empreitada de Freeza em Namek, pois suas tropas os utilizavam para encontrar os habitantes Nameks em seus vilarejos e consequentemente as Esferas do Dragão. Já Vegeta destruiu seu próprio Rastreador na luta com Dodoria, para mostrar que já tinha aprendido a sentir o Ki de seus adversários.

Alguns podem se perguntar por que quando o Rastreador do Zarbon explodiu, o mesmo não aconteceu com o do Dodoria e o do próprio Vegeta, que estava usando um no momento. Isso se deu porque seus Rastreadores não estavam ligados. Para se ligar o Rastreador, deve-se clicar em um botão na altura do ouvido humano. Isso é algo que pode ser visto sendo feito por diversos personagens, em vários momentos no decorrer da saga.

Similares aos antigos walkie-talkies, os Rastreadores eram capazes de permitir a comunicação entre outros utilizadores, assim como captar as conversas. Por isso, quando Raditz lutou na Terra, Vegeta e Nappa escutaram tudo que o Rastreador dele captou. E o mesmo aconteceu quando Freeza interceptou as conversas de Vegeta e Nappa, tomando conhecimento das Esferas do Dragão.

Em função de diferenças sutis do design dos Rastreadores e de quando eles explodem, podemos concluir que existem diversos modelos deles. Dos mais simples aos mais sofisticados. Desde o usado por Kuwi que só explodiu no momento de sua luta com Vegeta, como os das Forças Especiais Ginyu (exceção de Gurdo, que não usava), que possuíam Rastreadores de alta precisão e capazes de detectar Poderes de Luta ainda maiores (o Rastreador de Freeza trazido pelas Forças Especiais Ginyu só explodiu quando Vegeta conseguiu se aproximar do Poder de Luta da primeira forma de Freeza, que girava em torno de 530000) até o de um simples soldado que desfilava com um modelo ainda com fio! Sem contar os soldados de classe mais ralé ainda que nem Rastreador tinham!!!

Não esquecendo de registrar também o poderosíssimo Rastreador que se encontrava em um dos planetas bases de Freeza, no anime. Em forma de uma CPU gigante, essa máquina pôde captar todo o Ki emitido durante a luta de Freeza com Goku transformado em Super Saiyajin, além de dar a localização exata no planeta do ponto de origem de emissão de Ki, seguindo um esquema básico de longitude e latitude. Mesmo assim a máquina não agüentou e explodiu também quando a luta já ultrapassava muitos milhões em Poder de Luta por parte de cada um.

O Rastreador pode captar qualquer tipo de Ki, desde que o modelo utilizado agüente. Em suma, a utilidade de um Rastreador é a mesma do Sense, mas o Rastreador não é melhor, pois ele só detecta o Ki se quem o emite está perto (seja ou no campo de visão ou em alguns alguns quilômetros de distância) ou quando há um aumento absurdo de Ki. A principal desvantagem do Rastreador é que ele não mostra o poder do personagem, mas sim a quantidade de poder que o personagem exibe. Ou seja, ele é ineficaz contra seres que sabem dosar seu Ki a ponto de anulá-lo e contra seres que mudam o valor de seu Ki com uma rapidez superior a que o Rastreador consegue registrar (a luta de Goku contra Jess, Rikum e Baata, no planeta Namek é um exemplo). Mas como vantagem sobre o Sense é que além de rastrear indivíduos, pode-se saber a distância exata e alguns dados sobre o ser analisado, além de comunicar-se com qualquer indivíduo que também esteja usando um Rastreador.

Desconhece-se quem inventou os Rastreadores mas provavelmente é uma invenção da própria horda de Freeza, visto que todos os seus soldados inclusive o próprio são os únicos do Universo de Dragon Ball que utilizam esses equipamentos. Entretanto, a série animada mostra cenas onde a raça Tsufurujin  aparece utilizando os Rastreadores durante a luta contra os Saiyajins que tentavam se apossar do planeta Tsufuru (ou Plant). Dá-se em algumas referências aos Tsufurujins o crédito pelo invento. Porém são interpretações baseadas em fillers, que não correspondem exatamente com a idéia da obra original.

O Rastreador era um aparelho imprescindível para os soldados de Freeza e pelo próprio Freeza, pois eles não eram capazes de sentir o Ki naturalmente, como Goku, Piccolo e os demais guerreiros Z fazem. E mesmo após a luta com o Goku e ter seu corpo e um de seus olhos reconstruídos, ainda não tinha aprendido a sentir o Ki de alguém. Tanto que ao chegar a Terra com Rei Cold (seu pai), Freeza pede a um de seus soldados que use um Rastreador para medir o Poder de Luta de Mirai Trunks que acabara de chegar. O interessante é que o tipo de tela de registro que temos na visão subjetiva do soldado é de um modelo que aparentemente é mais avançado… Mas ninguém viveu para contar a história.

8 comments on “PODER DE LUTA – TÉCNICAS DE DETEÇÃO DO KI

  1. Ricardo on said:

    amigo, falta descrever o detector de energia do babidi!!!!

  2. É bom sabermos o quanto é importante a utilização desse tipo de equipamento.

  3. como eu uso meu ki?

  4. Tenho Quase certesa que quem criou os Rastreadores foram os Tsufurujins, Uma prova disso e que no OVA de o Plano para Erradicar os Sayajins eles Aparecem usando os Rastriadores logo no Começo

  5. na verdade foram os sayajins que criaram o Scouter… 1° os sayajins nasciam em maquinas de Scouters pra medir o poder deles logo ao nascer..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

61.440 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

KAMI SAMA EXPLORER
INDEX  Principal New Page 1


 INDEX

Principal
Old News
Facebook
E-mail
Twitter
Youtube
Flickr

 JOGOS ONLINE
Uranai Game
Seu Poder de Luta
Nome em Japonês

 AKIRA TORIYAMA
Introdução
Biografia
Toriyama Exhibition
Toei Anime Fair
BIRD STUDIO
Comentários
Entrevistas

 DRAGON BALL
Aura e Magia
Cabelos
Cronologia
Detecção de Ki
Dubladores
Esferas
Falsas Fusões
Falsos Super Saiyajins
Fusões
Galáxias
Hierarquia
Itens
Ki
Letras
Linhas Temporais
Mortes
Dialeto Namek-go
Níveis Saiyajins
Nomes dos personagens
Números em Dragon Ball
Outro Mundo
Personagens
Planetas
Poder de Luta
População/ Censo
Símbolos
Técnicas
Veículos
Primeira Aparição

 MANGÁS
Awawa World
BattleMan F-1 GP!
Cashman
Chobit
Cowa !
Dr. Slump
Dragon Quest
Dub e Peter
Escape
Go ! Go ! Ackman
Haigyo no Mahi Mahi
Kajika
Karamaru
Kennosuke sama
Kintoki
Lady Red
Mad Matic
Mamejiro
Mysterius Rain Jack
Mr. Ho
Mr. Rocky
Pink
Pola & Roid
Sand Land
Sakugenkijo
Sonchou
Toccio The Angel
T. Highlight Island
Tokimecha
Tomato Girl Detective
Tongpoo
Uchujin Peke
Wonder Island

 ARTWORK
Naruto Hiden Kai no Sho
25 YEARS WITH JOJO

 ANIME
O Anime
Anime pelo Mundo
Aberturas e Encerramentos
Guia de Episódios Dragon Ball
Guia de Episódios Dragon Ball Z
Guia de Episódios Dragon Ball GT

 MANGÁ
O Mangá
Mangá vs. Anime
Mangá pelo Mundo
Plágio

 KANZEBANS
Capas

 DRAGON BALL SD
O Mangá
Scans

 DRAGON BALL NO BRASIL
História
Mangá
TV
Datas
Censura
Dragon Ball na Mídia
Dragon Ball na internet

 EXTRAS
Game Guides
OST CD Games
Jogos Cancelados

 REVIEWS
Super Cassette Vision
NES
Game Boy
Mega Drive
SNES
Terebikko
PC ENGINE
3DO
JAMMA
SYSTEM 32
Saturn
Playstation
Pippin
Playdia
Playstation 2
Game Boy Advance
Game Cube
PSP
Mini-Games
Design Master
Palmtop

 DAIZENSHUUS
Introdução
Complete Illustrations
Story Guide
TV Animation 1
World Guide
TV Animation 2
Movies & TV Specials
Daijiten
Cardass Perfect File 1
Cardass Perfect File 2
TV Animation 3

 BIRD LAND PRESS
Introdução

 LIVROS
Mangaká
Movie Books
Outros Livros

 FILMES/ESPECIAIS
DVD Dragon Box
Especiais
Filmes

 ÁUDIO
LPs e Fitas Cassete

 IMAGENS
Akira Toriyama
Autógrafos
Cards
Cosplayers
F1 & Senna
Model Sheets/ Concept Arts
Produtos

 DRAGON FALL
Introdução

 ZINES
Dragon Ball Milênio
Dragor Pall

 FLICKR


 

 


Kami Sama Explorer em nenhum momento infringe o Copyright de Dragon Ball pertencentes à BIRD STUDIO e SHUEISHA Inc., além de não estar envolvido em qualquer produção oficial feita por elas. Este site é de caráter educativo e todo o material referente à Dragon Ball tem como único propósito levar ao conhecimento das pessoas tal obra, nada mais do que isto. O mesmo vale para qualquer outro anime aqui citado, seja de Akira Toriyama ou não. KSE, KSE2k e Kami Sama Explorer são nomes fantasias pertencentes a Anderson "Kami Sama" e Akauê "Ginyu" Barko. É proibida a reprodução ou cópia, parcial ou total deste site. O uso sem permissão de qualquer link existente neste site não será permitido. Os direitos autorais deste site são protegidos pela lei nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. Quaisquer  dúvidas mande-me um e-mail. Obrigado. :)

FACEBOOK

junho 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Follow Me
FacebookFlickrYoutube

Welcome , today is quarta-feira, 28 de junho de 2017