VINYL & CASSETE GUIDE

Vinyl & Cassette Guide

Os discos de vinil e fitas cassete de Dragon Ball representam um capítulo quase que esquecido na vasta discografia da série. Lançados no Japão a partir da década de 80, não há literatura sobre o assunto, além deles serem completamente ignorados nos Daizenshus, artbooks e demais guias sobre a franquia. Para esses, o primeiro item da discografia considerado é o CD Dragon Ball Z Hitto Kyokushû 1 (Hit Song Collection), lançado em setembro de 1989.

Entretanto o primeiro disco e fita cassete da série Dragon Ball foram postos a venda cerca de três anos antes disso, quase que simultaneamente à estréia da série na televisão japonesa.

Essa seção tem como objetivo preencher essa lacuna da história com o máximo de informação disponível, servindo de guia de referência para os fãs e colecionadores de todo o mundo.

Entretanto, para os não audiófilos ou até mesmo para os apreciadores da franquia com idade mais reduzida é possível que esses nunca tiveram um contato direto ou mesmo conhecimento acerca dessas duas ultrapassadas mídias. Então conceituemos:

Disco de Vinil

O disco de vinil, também conhecido como Long Play (LP) é uma mídia feita a base de vinil, um material plástico geralmente de coloração preta, que foi desenvolvida no início da década de 1950 para a reprodução musical em um aparelho conhecido como toca-discos.

O disco de vinil possui ranhuras espiraladas que conduzem a agulha do toca-discos da borda externa até o centro no sentido horário. Isso faz com que a agulha vibre e essa vibração é convertida em sinal elétrico, que é amplificado transformando-se em som audível.

Os discos de vinil substituíram os discos de goma-laca e se apresentavam sob diversos formatos, de acordo com o tamanho e número de rotações por minuto (RPM). Sendo eles:
– LP ou Long Play, com 31cm de diâmetro, 33 1/3 RPM e com capacidade em torno de 20 minutos de som para cada lado;

– EP ou Extended Play, com 17cm de diâmetro, 45 RPM e com capacidade em torno de 8 minutos de som para cada lado;

– Single Play ou compacto, com 17cm de diâmetro, 33 1/3 ou 45 RPM com capacidade em torno de 4 minutos de som por cada lado; e

– Maxi ou Maxi Single, com 31cm de diâmetro, 45 RPM e com capacidade em torno de 12 minutos de som para cada lado.

Fita Cassete

A fita cassete ou compact cassete ou simplesmente cassete é um padrão de fita para gravação de áudio lançado em 1963 pela Philips. A fita cassete possui dois carretéis, uma fita magnética e um mecanismo de movimento da fita alojado em uma caixa plástica de 10cm x 7 cm, permitindo uma enorme economia de espaço em relação às fitas tradicionais.

A fita cassete foi uma revolução difundindo tremendamente a possibilidade de se gravar e se reproduzir som. No final dos anos 70 com a invenção do walkman pela Sony, um reprodutor cassete super compacto de bolso e com fones de ouvido, houve a explosão do som individual e a consolidação deste tipo de mídia.

A fita cassete, dependendo do comprimento da fita, permite diversas durações de gravação e desse comprimento obtemos um tipo de classificação entre fitas cassetes. Na verdade, o nome da fita já indica a duração da mesma em minutos. São elas: C-5, C-7, C-46, C-60 (a mais utilizada de todas), C-74, C-90 (muito utilizada porém em menor escala), C-100, C-110 e C-120.

Dependendo do material magnético, as fitas cassetes também podem ser classificadas como: Fita IEC type I, Fita IEC type II, Fitas IEC type III e Fitas IEC type IV. O tipo de material magnético dita a qualidade de som da fita cassete, podendo ser segundo muitos audiófilos superior a qualidade do CD.

Tanto os discos de vinil quanto as fitas cassetes possuem dois lados físicos distintos que permitem armazenar faixas musicais distintas. Conhecidos popularmente como LADO A e LADO B, aqui trataremos como SIDE 1 e SIDE 2 pois é desta forma como essa divisão é conhecida no Japão.

Obi Strip

Uma curiosidade é que os discos de vinil japoneses vinham acompanhados de uma espécie de faixa de papel dobrada geralmente no canto esquerdo da capa principal do disco, de caráter destacável e que contém informações sobre o produto a ser vendido, como valores em ienes e a data de lançamento do produto. Esta faixa de papel é conhecida no ocidente erroneamente entre muitos colecionadores como Obi Strip ou Obi, porém o seu termo correto é Tasuki, como é conhecido no Japão.

Os Obi Strips ao passar dos anos passaram a ter mais destaque informativo sobre os produtos dos quais eles faziam parte (como detalhes da data do relançamento do produto, data do produto original, código de barras, etc.) e passaram a vir anexados quase que obrigatoriamente em CDs, Laserdiscs, DVDs, jogos para videogames, filmes e livros. Um detalhe sobre o código de barras é que ele passou a ser opcional nas capas dos produtos mais recentes para não destruir a arte final do mesmo, o que demonstra que muitos produtos japoneses usados e mais recentes sem conter o código de barras na verdade são produtos que não contém o Obi Strip anexado.

Os Obi Strips passaram a ter caráter colecionável, já que faziam parte do produto em si. Com isso, produtos usados que contém Obi Strip passaram a valer muito mais daqueles que não o contém.

Para não confundirmos, Spine Card, a faixa de papel que aparece no canto esquerdo de alguns jogos de videogames em CD/ DVD e muito conhecida entre os colecionadores desses jogos é na verdade um Obi Strip (ou Tasuki). Portanto, apesar do termo Tasuki ser o correto, optamos pelo uso do termo Obi Strip, que, apesar de não tão popular como o termo Spine Card, este é mais utilizado entre colecionadores de jogos, ao contrário de Obi Strip que é amplamente utilizado entre colecionadores de discos de vinil ou CDs.

Outros Anexos

No interior da capa que abrigava o disco de vinil (feita geralmente de papelão) encontramos além do próprio disco e da capa plástica transparente que protege o disco, alguns encartes e pôsteres, variando muito do produto e do apelo deste no mercado, tal como ocorre hoje com os CDs e DVDs. Em suma, eles podiam vir apenas com os encartes, que continham geralmente as letras das músicas do disco; apenas com os pôsteres, contendo referências da obra em questão; simplesmente com os dois itens, encarecendo ainda mais o produto ou com nenhum deles, deixando-o mais acessível!

Outros itens impressos podiam vir dentro do produto, mas conforme dito, tudo variava de acordo com o produto e apelo de mercado, sendo o mais comum virem acompanhados somente do encarte para não encarecer demais o produto.

As fitas cassetes vinham alocadas em uma caixa geralmente de plástico, contendo uma capa de papel que ilustrava o produto. Podiam vir acompanhadas de encartes, contendo geralmente as letras das músicas da fita, mas o mais comum eram vir apenas com a capa de papel ilustrativa.

Os discos de vinil e fitas cassetes de Dragon Ball não diferenciavam-se de nenhum outro produto no mercado que utilizasse dessas mídias. Podiam vir ou não com pôsteres, encartes, nos mais diferentes formatos descritos aqui e etc..

Agora que descrevemos as características de cada uma dessas duas mídias, vamos ao que interessa!

DRAGON BALL Vinyl Records

☆Dragon Ball – Makafushigi Adobenchâ! (CK-764)
ドラゴンボール 魔訶不思議アドベンチャー!

Formato: 45 RPM – SINGLE
Produção: Nippon Columbia
Data de lançamento: 03/1986
Preço:¥600

Capa e contra-capa

Side 1

Faixas

Makafushigi Adobenchâ! • 魔訶不思議アドベンチャー!

Side 2

Faixas: Romantikku Ageru Yo • ロマンティックあげるよ

Anexos

_________________________________________________

☆Dragon Ball – Ongakushû (Music Collection) (CX-7272)
ドラゴンボール 音楽集
TV Soundtrack
テレビ・オリジナル・サウンドトラック
Formato: 33 1/3 RPM – LONG PLAY
Produção: Nippon Columbia
Data de lançamento: 21/04/1986
Preço: ¥2500

Capa (c/ Obi Strip) e contra-capa

Side 1

Faixas

1 • Makafushigi Adobenchâ! • 摩訶不思議アドベンチャー!

2 • Tabidachi Setting Out • 旅立ち

3 • Makafushigi Adobenchâ! (instrumental) • 摩訶不思議アドベンチャー!

4 • Sekushî Gyaru Buruma • セクシーギャル ブルマ

5 • Doragonbôru no Nazo • ドラゴンボールの謎

6 • Fankî Kame-Sen’nin • ファンキー亀仙人

7 • Dai-Kôya • 大荒野

Side 2

Faixas

1 • Yôkai Shutsubotsu • 妖怪出没

2 • Yashin Ambition • 野心

3 • Kiken ga Ippai • 危険がいっぱい

4 • Shenron Shutsugen • 神龍出現

5 • Pirafu to Sono Buka • ピラフとその部下

6 • Yasei no Shônen • 野生の少年

7 • Romantikku Ageru Yo • ロマンティックあげるよ

Anexos

Outros Formatos

CD – (COCC-72015)
Data de lançamento: 25/09/2003
_________________________________________________

☆Dragon Ball – Hit Kyokushū (Hit Songs) (CQ-7112)
ドラゴンボール ヒット曲集
Formato: 33 1/3 RPM – LONG PLAY
Produção: Nippon Columbia
Data de lançamento: 21/06/1986
Preço: ¥2300

Capa e contra-capa

Capa com Obi-Strip

Side 1

Faixas

1 • Makafushigi Adobenchâ! • 摩訶不思議アドベンチャー!

2 • Mezase Tenkaichi • めざせ天下一

3 • Doragonbôru Densetsu • ドラゴンボール伝説

4 • Mr. Dorīmu o Sagase • Mr.ドリームを探せ

5 • Aoki Tabibito-tachi • 青き旅人たち

Side 2

Faixas

1 • Fushigi Wandārando • 不思議ワンダーランド

2 • Muten Rôshi no Oshie • 武天老師の教え

3 • Son Gokuu Songu • 孫悟空ソング

4 • Urufu Harikēn • ウルフ ハリケーン

5 • Romantikku Ageru Yo • ロマンティックあげるよ

Anexos

Outros formatos
Cassette – (CAK-790)
Data de lançamento: 21/06/1986
_________________________________________________

☆Dragon Ball Z – Cha-La-Head-Cha-La (CK-837)
ドラゴンボール チャラ・ヘッチャラ

Formato: 45 RPM – SINGLE
Produção: Nippon Columbia
Data de lançamento: 01/05/1989
Preço: ¥618

Capa e contra-capa

Side 1

Faixas

Cha-La-Head-Cha-La • チャラ・ヘッチャラ

Side 2

Faixas

Detekoi Tobikiri ZENKAI Pawâ! • でてこい とびきりZENKAIパワー!

Anexos

Outros formatos
Mini CD – (CC-8214)
Data de lançamento: 01/05/1989

kami-sama-explorer