Mensagem subliminar em Dragon Ball Z é encontrada!

Mensagem subliminar em Dragon Ball Z, escondida há 25 anos no primeiro encerramento da série, homenageia equipe.

Mensagem subliminar em Dragon Ball Z
Mensagem subliminar em Dragon Ball Z

Quem viveu efetivamente entre os anos 80 e 90 irá lembrar-se das inúmeras lendas urbanas envolvendo os hoje aposentados discos de vinil (também chamados de LPs).

Devido a possibilidade de interferir manualmente na execução mecânica dos tocadores de vinil, muitos foram àqueles que giraram ao contrário a rotação desses aparelhos para ouvirem linguagens e efeitos pra lá de bizarros.

Curiosamente alguns continham ou de fato mensagens subliminares propositais ou somente alguma palavra ou outra própria do nosso idioma, ao acaso (ou não). Fato é que rapidamente histórias de arrepiar os cabelos envolvendo o ato de rotacionar os tocadores ao contrário se espalharam entre as pessoas, que juravam terem ouvido algum tipo de rito demoníaco contido nos LPs, que, coincidentemente, eram sempre os mais vendidos da época.

A essa prática de inserção proposital de mensagens ao contrário dentro das músicas, chamamos de Backmasking, cuja tradução seria “mascaramento reverso”. Tal prática existe desde os anos 50, mas aqui no Brasil ficou bastante popular histórias envolvendo possíveis backmasking entre os anos 80 e 90, principalmente nas canções que envolviam grupos ou cantores infantis, tais como a Turma do Balão Mágico ou a Xuxa, eterna Rainha dos Baixinhos.

Apesar de hoje em dia o processo digital facilitar a inserção dessas mensagens, a geração do CD e do MP3 pouco ou nada experienciou do Backmasking ou de seus boatos, visto que as ferramentas dependem de programas específicos para computador e não da simples curiosidade (e falta do que fazer) de enfiar a mão em um tocador antigo e girar o LP já posicionado na agulha do aparelho em sentido anti-horário.

De qualquer forma, toda essa apresentação foi feita para falar de uma canção que atormentou muitos fãs de Dragon Ball Z, desde 1989, quando foi ao ar o primeiro encerramento da série, Dete Koi Tobikiri Zenkai Power. Composta por Ike Takeshi e cantada por MANNA, essa canção de encerramento é bastante conhecida pelos fãs brasileiros, às vezes lembrada como “aquela música do Kami Sama pode ser cruel, é mau!”

Pois bem, Dete Koi Tobikiri Zenkai Power! começa com uma voz ao fundo que fala coisas incompreensíveis, pois não estão em Japonês ou em qualquer outro idioma, aparentemente. Tanto que esses sons estranhos foram mantidos em qualquer outro país que dublou essa canção.

Eis que em 25 anos depois alguém percebeu que aqueles sons incompreensíveis poderiam ser nada menos que a aplicação de Backmasking na canção de encerramento de Dragon Ball Z! A música foi então toda tocada em modo reverso e no lugar dos estranhos sons encontrou-se a seguinte mensagem, transcrita em japonês:

あー、このきょくをつくるにあたっては、
すずきけんじ、いけたかし、トキエダタツヒロ、ウチダタカシ、ヤマモケンジ ヤナギハナエ、ノムラタカシが
がんばったんだよ

Que, em nosso idioma, significa:

Oh, quando fizeram essa música, Suzuki Kenji, Ike Takeshi, Tokieda Tatsuhiro, Uchida Takashi, Yamamoto Kenji, Yanagi Hanae, Nomura Takashi se esforçaram bastante.

Uma incrível homenagem de Ike Takeshi aos envolvidos na primeira música de encerramento de Dragon Ball Z, escondida desde 1989!

Aproveitamos para deixar o vídeo original com a mensagem revelada em japonês e postado diretamente em nossa página do Facebook:

https://www.facebook.com/video.php?v=785513404837610&set=vb.239288629460093&type=2&theater

Também conferimos a música completa (versão estendida) de Dete Koi Tobikiri Zenkai Power!, pois a versão antes checada foi a produzida especificamente para os episódios da TV. A versão estendida da música possui três momentos específicos onde o Backmasking foi utilizado, mas constatamos que a mensagem subliminar é a mesma nas três situações!

Agradecimentos mais que especiais aos amigos Yuichi Mori e Paula Broda pela transcrição e tradução!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

3 Comentários

  1. Avatar

    E tem sites e comunidades "Cristãs" espalhadas por aí falando que é uma mensagem falando para as crianças terem medo de Deus porque ele é mal, nem se informam e espalham o que ñ sabem.