MAMEJIRO

Mamejiro

Kintoki Mamejiro
Lançamento: 1988 (ed. 38 Weekly Jump)

Kintoki Mamejiro! Seis anos de idade!! Super ativo! Ele é um cara valentão mas super medroso! É assim que Toriyama nos apresenta Mamejiro. Publicada integral e originalmente na edição de número 38 da Weekly Shounen Jump de 1988, Mamejiro foi republicado na compilação de histórias curtas “Akira Toriyama One Shots” vol. 3, de Agosto de 1997, sob o selo JC (Jump Comics), e em uma outra compilação de Junho de 2004, na “Akira Toriyama One Shots” nº 3, sob o selo SJR (Shueisha Jump Remix).

A história de Mamejiro começa muito parecida com a de Dragon Ball, mas as semelhanças acabam logo na segunda página. Em uma certa manhã, Mamejiro está carregando com um pouco de esforço um enorme tronco de árvore até sua casa. Ao chegar lá, sua mãe lhe dá uma bronca por ele ter cortado uma árvore viva para servir de lenha, porém Mamejiro não está nem ai, o que ele quer é comer sorvete.

Ao descobrir que não tem sorvete em casa e que provavelmente seu pai o pegou ele fica furioso e sai correndo para encontrá-lo. Sem nenhum medo, ele pára o caminhãozinho do pai na estrada e o intima dizendo que o sorvete é dele. O pai mostra a língua para ele que, sem pensar duas vezes, literalmente tomba o caminhão do pai, que furioso, sai do caminhão tombado com o picolé na mão. Mamejiro malandramente rouba o sorvete dele e dá no pé.

O pai, ex lutador profissional e que não é nem um pouco fraquinho, levanta o caminhão e arremessa em cima do filho que já vai longe. O moleque toma um susto e quando vê que o pai está na sua cola, Mamejiro engole o sorvete. Vemos então que pai do Mamejiro não é de muitas palavras, sequer de meias, pois o fortão dá um soco no estômago do filho que cospe o picolé, sendo que o pai o engole sem nem deixar cair no chão. Mamejiro fica desesperado e o pai tirando uma e rindo diz que o filho precisa treinar mais.

Com tudo isso que aconteceu, Mamejiro, inconformado, resolve nesse momento virar um delinqüente. Sem saber direito como se transformar em um, ele decide procurar Jyoji, um menino que também tem seis anos, fraquinho e que mudou da cidade grande para o campo por causa do ar mais puro. Vemos que os dois já se conhecem bem, afinal Jyoji espertamente coloca um capacete para dar uma volta com Mamejiro, enquanto eles discutem a situação. Mamejiro diz que estava abandonando a pré-escola naquele dia por que ele era um delinqüente. Jyoji diz que era domingo e nesse exato momento, “PIMBA!”, toma um soco na cabeça, devidamente protegida pelo capacete.

Mamejiro quer saber o que um delinqüente faz depois que abandona a pré-escola, sendo que Jyoji deve saber por ele ser da cidade grande. Jyoji diz que os delinqüentes costumam fumar, o que enraivece Mamejiro que preza por sua saúde e… “PIMBA!”, outro soco na cabeça do amigo. Jyoji propõem então que ele possa dirigir uma motocicleta, o que é bem aceito por Mamejiro. De volta a casa de Jyoji, Mamejiro resolve subir na moto do pai de seu “amigo”, e ao ver que as pernas dele são pequenas demais, “PIMBA!”, mais um soco na cabeça do Jyoji.

Eles resolvem tentar então com o carro da família de Jyoji e Mamejiro, ao descobrir que suas pernas também são pequenas para dirigir um carro, fica novamente furioso. Jyoji resolve ceder a Mamejiro seu mini carro e o resultado agrada a ambos. Sem saber como proceder então, Jyoji propõe que eles folheiem uma revista pornô de seu pai. Mamejiro indaga o que há de excitante em ver mulheres sem roupa, Jyoji também não sabe e “Pimba!”, outro soco na cabeça.

Então Jyoji propõe algo que realmente é uma ação de um delinqüente: tomar dinheiro de outra pessoa! Mamejiro fica excitado com a idéia, porém não há ninguém ali por perto. Jyoji rapidamente já sai dizendo que não tem dinheiro. Nisso, um maluco mascarado com uma faca na mão vem correndo pela estrada. Mamejiro resolve interpelá-lo e Jyoji percebe que o cara é um verdadeiro delinqüente. Mas Mamejiro não se assusta e em poucos segundos acaba com o malandro que fica desacordado. Mamejiro ainda assim quer tomar o dinheiro do cara, mas eis que chega um policial que prende o bandido que tinha acabado de atacar um vilarejo. Como recompensa, Mamejiro ganha do policial seis picolés e “PIMBA!”, mais um soco na cabeça de Jyoji, afinal ele tinha transformado Mamejiro em um bom garoto.

Mamejiro foi publicado originalmente no auge do sucesso de Dragon Ball no Japão e como pode-se ver não ganhou muito destaque na capa da edição da Weekly Shounen Jump. Mamejiro é uma história curta muito legal, tanto ele como seu pai e Jyoji são personagens bem engraçados e podemos perceber na história vários elementos recorrentes no universo de Toriyama. É diversão garantida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*