DAIZENSHUUS – DAIJITEN

Daizenshuus – Daijiten

Daizenshuu #7
Lançamento: 09-02-1996 
Nº de páginas: 314
Preço: 1800 ienes

O sétimo Daizenshuu da coleção, Dragon Ball Daijiten, é o que tem o maior número de páginas e o que contém mais textos e menos ilustrações dentre os outros da coleção. Em tempo, Daijiten traduz-se como “Enciclopédia” ou “Grande Dicionário”, sendo que esse Daizenshuu certamente é o que mais contém dados e curiosidades acerca do universo de Dragon Ball. Muitas partes do Daijiten foram traduzidas no decorrer dos anos e constituem a base de muitas seções de sites sobre Dragon Ball nas mais diversas línguas.

Como os Outros Daizenshuus ele começa com um pôster dobrável da ilustração da capa que consiste nos principais personagens amigos e família de Goku em estilo Super Deformed (SD). No verso do pôster temos uma super ilustração com 150 personagens dispostos de forma cronológica de aparição na série, começando por Goku, sendo que muitos dos personagens estão repetidos porém em idades e momentos diferentes.

Na página 13, antes do índice, temos uma breve apresentação do Toriyama.

Entre as páginas 15 e 33 temos a seção “Tabela Cronológica do Mundo de Dragon Ball”. Nessa seção temos uma linha do tempo com as datas dos principais acontecimentos no universo de Dragon Ball com ilustrações em páginas duplas coloridas representando cada conjunto de acontecimentos.

A linha do tempo começa há 100.000.000 de anos atrás com o surgimento dos primeiros Kaios e vai até o ano de 784 onde Goku luta com Uub no 28º Tenkaichi Budokai. Terminando a seção, na página 34 temos as variações de linha de tempo dos universos alternativos centrados em Trunks e Cell. Entretanto, com o lançamento de guias posteriores (como Dragon Ball: Super Exciting Guide – Character Volume, lançado em 2009), algumas descrições cronológicas deste Daizenshuu tornam-se contraditórias. Um exemplo disso é que no guia “Character Volume”, Toriyama explica como surgiram os Kaios e KaioShins e a sua expectativa de vida, que é de “apenas” 75.000 anos. Em contrapartida, há eventos na cronologia descritos no Daijiten onde o KaioShin do Leste possui mais do que 5 milhões de anos de existência. E para piorar, todas as passagens de tempo citadas no mangá durante os eventos em que aparecem os KaioShins (ou os citam) são descritas como “há muito tempo atrás”. Ou seja, nada concreto, gerando contradições bobas mas que não afetam a qualidade deste Daizenshuu. Porém, deve-se ter em mente que por mais completo e detalhado seja um Daizenshuu, em geral suas informações são voltadas para o que a série animada construiu, desde a história como técnicas dos personagens, itens, veículos e etc..

A seção seguinte, “Visão sobre o Mundo de Dragon Ball” é muito interessante. Temos nela entre as páginas 35 e 50 uma série e gráficos, tabelas, ilustrações e muito texto, explicando como funciona a divisão entre os mundos espirituais, sociedade da Terra, a cultura de diversas raças alienígenas, a relação entre os deuses, a porcentagem de diferentes raças na Terra e no planeta Namek, entre outras dezenas de informações.

Depois disso temos a extensa seção “Dicionário de Raças” entre as páginas 51 e 122. Nela estão listados, com uma breve descrição de cada um, cerca de 402 personagens que figuram tanto no anime, no mangá e nos longas metragens de Dragon Ball. O que mais chama a atenção são as dezenas de desenhos de corpo inteiro e em preto e branco dos personagens dos longas metragens.

Da página 123 até a 162 temos o “Índice de Ataques Especiais” que é um guia contendo a descrição, acompanhada de imagens dos mangás, de 270 golpes, técnicas de luta e transformações dos mais diversos personagens de Dragon Ball.

Entre as páginas 163 e 170 temos em páginas coloridas a seção “Ilustrações Raras”, contendo os poucos desenhos que o Toriyama fez para Dragon Ball GT, além das pequenas histórias de uma página apenas que foram lançadas originalmente na Weekly Shonen Jump e nunca editadas nos tankoubons ou kanzenbans. Essas pequenas histórias falam sobre o processo de criação do Goku, além de pequenas gags envolvendo personagens de Dragon Ball, como o Vegeta jogando boliche.

Em seguida entre as páginas 171 e 218 temos a seção “Dicionário de Itens” que lista cerca de 329 veículos aéreos, marítimos, terrestres e espaciais além de aparelhos e artefatos mágicos que aparecem no decorrer da história de Dragon Ball acompanhados de pequenas imagens do mangá ou estudos do Toriyama sobre os mesmos.

Já entre as páginas 219 e 240 temos o “Dicionário Geográfico” que é um guia ilustrado bem completo com cerca de 197 localidades e planetas onde se passam os principais acontecimentos de Dragon Ball. A seção inclui um mapa dos continentes.

Da página entre 241 até a 254 temos uma curiosa seção nomeada “Dicionário Particular” onde temos algumas dezenas de expressões e maneirismos proferidos por diversos personagens de Dragon Ball no decorrer do mangá.

Entre as páginas 255 até a página 266 temos uma rara linha do tempo em preto e branco que nada mais é que um guia dos mais diversos produtos lançados sobre Dragon Ball. Essa linha do tempo cobre os anos de 1984 até 1996, sendo que concomitante a ela temos  diversos acontecimentos importantes da história do Japão nesses doze anos. Nessa tabela temos jogos, OSTs, movie books, action figures, mini-games, jogos de tabuleiro entre outros diversos produtos.

Na sequência disso, em páginas coloridas temos:

Página 268 até 271: As capas de diversas publicações, art-books, movie books, Anime Kids Comics, game guides e Daizenshuus com suas respectivas datas de lançamento e preços.

Na página 272 temos as capas das fitas VHS dos longas de Dragon Ball lançados até então.

Na página 273 temos as ilustrações de 35 cartões telefônicos com a temática de Dragon Ball.

Nas páginas 274 e 275 temos as ilustrações com preço e data de lançamento de 46 CDs de músicas do anime, jogos de console e longas metragens.

Nas páginas 276 e 277 temos um guia dos jogos de Dragon Ball lançados até então no Japão com data, preço e uma pequena descrição. Temos os jogos de Nintendo, Super Nintendo (menos o Hyper Dimension), Game Boy, PC Engine Duo, Playdia, Mega Drive, o Ultimate Battle 22 para Playtation e o Dragon Ball Z Shin Butoden para Sega Saturn. É visível a ausência do jogo para o console Super Cassette Vision, muito provavelmente devido a questões contratuais com a BANDAI, BANPRESTO e etc..

As páginas 278 e 279 são compostas por uma pequena seleção de mini-games e brinquedos diversos que vão de jogos de tabuleiro até uma bóia para piscina.

A Pagina 280 é dedicada aos produtos vendidos no Akira Toriyama Exhibition. Nela temos desde chaveiros até guarda chuvas e bolsas.

Nas páginas 281 até a 283 temos um pequeno mostruário do fenômeno Dragon Ball no mundo. Temos as capas dos mangás e alguns art-books em países como China, Coréia, França, Itália, Sri Lanka, Catalunha entre outros. Temos também dados sobre a estréia do anime em diversos países.

Nas páginas 284 e 285 temos em preto e branco uma série de diversos outros produtos listados que vão de chinelos, casacos, leques e até uma garrafa térmica.

Quase que ao término do livro temos entre as páginas 286 e 307 uma bela seção com todas as ilustrações do Toriyama que serviram de página introdutória para os capítulos lançados semanalmente na Weekly Shonen Jump. Infelizmente as  imagens são minúsculas e em preto e branco.

Por fim temos um agradecimento do Toriyama aos fãs seguido de uma bela página com uma ilustração de Goku em preto e branco dando um tchau a todos (não, dessa vez não é a famosa imagem do Goku anjo).

O Dragon Ball Daijiten foi lançado na França pela editora Glénat com o nome “Le Dictionnaire de Dragon Ball”. Esse review foi feito baseado na edição original japonesa da Shueisha. Certamente esse Daizenshuu é o que mais consegue elucidar a preocupação e a acuidade que o Toriyama teve com o universo de Dragon Ball. Infelizmente devido a grande quantidade de ilustrações em miniatura, dispostas em uma diagramação para lá de confusa e uma enorme quantidade de textos sem tradução, o Dragon Ball Daijiten não desperta o interesse ao fã comum de Dragon Ball.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*